E se…

Se o PS ganha as eleições e Sócrates é constituído arguido tal como todos os outros cidadãos nacionais que constam na lista de suspeitos da Serious Fraud Office, quem é que assume o lugar de primeiro ministro? Jaime Gama?
Não nos esqueçamos que a dissolução da Assembleia da República é, por lei, praticamente impossível nos próximos 2 anos.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

7 respostas a E se…

  1. ordinário diz:

    Jaime Gama?O que é que a casa pia tem a ver com a questão?

  2. i.tavares diz:

    Voto no Ferro,ou no Pedroso.

  3. viana diz:

    “Não nos esqueçamos que a dissolução da Assembleia da República é, por lei, praticamente impossível nos próximos 2 anos.”

    Tal tem a ver com as eleições presidenciais, certo? Qual é exactamente a “janela” possível para a convocação de novas eleições legislativas?

  4. Pedro Correia diz:

    Parece-me que estás a confundir instituições. Jaime Gama, como Presidente da Assembleia da República substituiria Cavaco Silva, em caso de impossibilidade deste em desempenhar as funções de Presidente.

    Se o Sócrates se demitir/ for corrido o Presidente da República pede ao partido mais votado que indique novo primeiro-ministro, o qual deverá passar pela votação na Assembleia. Só esgotadas as soluções parlamentares é que poderá ser dissolvida a assembleia.

  5. Tiago Mota Saraiva diz:

    Caro Pedro Correia, não confundi não.

  6. viana diz:

    Fazendo as contas há uma “janela” possível para a dissolução da AR em 2010: Março a Agosto. São 6 meses, o que me parece mais que tempo suficiente para tal decisão ser tomada. Note-se que a data das eleições pode ser posterior a este intervalo. Depois só de Abril de 2011 em diante.

  7. Tiago Mota Saraiva diz:

    viana, parece-me difícil e implicaria uma confluência de várias decisões.

Os comentários estão fechados.