O “não-caso” das baratitas sem memória

Lembram-se do “caso Marcelo”? Não? Felizmente, há quem se lembre.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

4 respostas a O “não-caso” das baratitas sem memória

  1. olha que liberais estamos 🙂 já lhes oferecemos dois links

  2. Luis Rainha diz:

    Este é bem merecido. Houve ali pachorra da grossa a respigar o passado de tanto tonto.

  3. Luis Rainha diz:

    E estou a contar contigo amanhã na Festa. O Filipe vai estar lá.

  4. Pingback: wazzup » Blog Archive » O “não-caso” das baratitas sem memória

Os comentários estão fechados.