Nem o óbvio percebemos

( DAMIEN HIRST – lambendo, e bem, a sua escultura forrada de diamantes: $100 milhões )

Ora, lendo jugulentos e a porcaria SIMplex percebe-se tudo com a maior das evidências. O Jornal Nacional ou de Sexta da TVI foi suspenso para prejudicar o PS, tudo se articulando com a velha campanha negra que não pára.

Segundo jornalistas da estação que aqui têm comentado, anonimamente, aquilo foi tomado pela oposição.

Estamos, dizem, a voltar ao PREC.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

19 respostas a Nem o óbvio percebemos

  1. antónimo diz:

    Achas portanto que suspender o Telejornal, com a ex-deputada do CDS junta, a três semanas das legislativas é benéfico para o Sócrates?

    Explica melhorzinho porque é que uma decisão destas não seria um tiro na cabeça socrática, que às vezes custa-me acompanhar-te, Vidal! E olha que me parece que o defeito não é meu.

    Até podes acompanhar com uns bonecos.

  2. almajecta diz:

    Olha! Directamente da Prisa sem receber dois contos. Voltem… Manuelas de Portugal.

  3. Patricia diz:

    Os Srs.do Cinco Dias passam a vida a apanhar as bolas da direita.Já agora não seria melhor falarem do que realmente preocupa os portugueses,pelo menos faziam a diferença pela positiva.Quanto ás interferencias do poder executivo sobre os conteúdos das televisões privadas até agora o grupo Impresa nunca se queixou.A Sic-Noticias retoma hoje a Quadratura do Circulo,acham que os comentadores vão da máscara?.Dados dos movimentos financeiros da bolsa de valores indicam forte subida das acções da Impresa depois do anúncio da agitação na TVI

  4. A oposição é capaz de tudo! Até de prejudicar o Sócrates…

  5. Grosso diz:

    Esqueces de referir, para apimentar a teoria da conspiração, que a Fernanda Câncio vai ser convidada pela Administração da TVI para ser a “nova cara” (salvo seja!) do Jornal Nacional em substituição da MMG.

  6. CAOSousa diz:

    Se diz que voltámos ao PREC quem sou para duvidar de quem é certamente especialista em PREC’s, conhecendo-os por dentro e por fora e como elas se fazem. Bom, pensando melhor, esse tempo já lá vai para desgosto de 8% (?) de eleitores.

  7. António Figueira diz:

    “… não seria melhor falarem do que realmente preocupa os portugueses?” – pergunta Patrícia.

  8. Filipa diz:

    O Povo que ama a Liberdade vai sair à rua. Amanhã, 20 h, à porta das instalações da TVI em Queluz de Baixo, vigília pela liberdade de imprensa. Passa a mensagem!

  9. Augusto diz:

    Filipa essa não….

    O Povo que ama a liberdade, não alinha com o Socrates, mas tambem não vai fazer o jogo da Manuela Ferreira Leite e do Paulo Portas.

    O povo que ama a liberdade , DE INFORMAÇÂO, porque é disso que se trata, ( sem bem que o que fazia a MMG tinha muito pouco de informação… e muito de manipulação) não esquece os Aguiar Branco os Santana Lopes os Morais Sarmento, os Paulo Portas, que agora estão muito preocupados com o ataque á liberdade de informação, mas quando foram governo, tentaram pôr uma amordaça a tudo o que se lhes opunha.

    E parece que já esqueceram os anos Cavaco Silva -Ferreira Leite e as maiorias absolutas do PSD ….

  10. ezequiel diz:

    brit-pop-mega-cheesy-sheit

    nunca foram conhecidos pelo seu bom gosto.

  11. ezequiel diz:

    Augusto,

    muito sinceramente: o “povo” está-se a cagar. o povo quer o carro pago, comidinha na mesa, uma viagem ao brasil por ano, paga com crédito pessoal e umas idas à bola e ao ti manel mamar umas cervejolas e falar da boa. “isto”” é o teu glorioso povo, o agente misterioso de uma igualmente misteriosa mudança???…certo?

    “o povo que ama a liberdade”

    o povo está a ficar farto da liberdade, Augusto.

  12. ezequiel diz:

    a liberdade que eles vivem (povo) não é a liberdade invocada pelos políticos.

    um drama habermasiano de (des) legitimação. de incongruência entre o o dito e o vivido. tricky.

  13. Ana Cavaco diz:

    Pois eu estou lá amanhã! Quero continuar a manifestar a minha opinião. Cito um amigo meu, nesta questão só há duas posições, ou a favor da Democracia ou contra a Democracia! Eu estou pela primeira!

  14. Com que então Singapura, Soulject.
    O Gold funciona por aquelas bandas?
    É claro que sim, que raio de pergunta.

  15. Dear Eject, quando estiveres com Master Charles explica-lhe que o óbvio é precisamente o mais difícil de perceber. Obviamente.
    (mas não o demitas… por enquanto)

  16. Patricia diz:

    Filipa-O povo que ama a liberdade a essa hora deve estar a fazer uso dessa mesma liberdade lá para os lados da Quinta da Atalaia.É que mesmo não sendo militante ou eleitor do PCP ninguem deixa de considerar a festa do Avante um espaço de encontro de muita gente onde ninguem pergunta a ninguem quais são as suas preferencias politicas.Ai sim respira-se liberdade.

  17. almajecta diz:

    funciona e muito, apesar do outro lado do standing da De Beers. Este óbvio é mais para o obtuso e para o Inginheiro a amante e o arquitonto das qualidades post modern South Africa, Holland etc e tal. Singapura cada vez mais em obras estaleiro e tigre malaio, faz lá falta o grande Michael.

  18. Pingback: wazzup » Blog Archive » Nem o óbvio percebemos

  19. Pingback: wazzup » Blog Archive » Nem o óbvio percebemos

Os comentários estão fechados.