Um simplexe de espírito faz a pergunta que (não) fazia falta

«Estamos, ou não, a perder identidade nacional no desporto profissional contemporâneo?» Ainda a propósito de Liedson, uma avantesma vem falar de interesses económicos, como se isso tivesse sequer remotamente a ver com o caso deste jogador. Mistura clubes e selecções, apenas para provar que ainda não compreende o mundo globalizado em que vive, quer aprecie esse facto quer não. A criatura prefere procurar «traços nacionais» nas selecções, sem especificar se lhe interessam especialmente cores, alturas, pilosidades ou outros factores igualmente fascinantes e decisivos. «A questão Liedson não tem nada a ver com assuntos de naturalização ou de emigração. De todo. Tem a ver como entendemos hoje em dia as questões da nacionalidade desportiva.» Nacionalidade quê?? Mas de que profundezas saem estes amanuenses biliosos, sempre em bicos de pés, sempre a servir e defender amos de ocasião?

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

10 Responses to Um simplexe de espírito faz a pergunta que (não) fazia falta

Os comentários estão fechados.