rolos de duartes

dung-2beetles

É fácil reconhecer alguns filhos da pátria que os pariu, o filho da mãe ou do ou da Rolo Duarte e olhem que eles aparentam ser mais que as mães. Quelle afronte! O meu mano é um gajo que antes descascava em público o subordinado calaceiro que passava a vida nisto dos blogues (a destilar esturro, presunção e vaidade) que ele nem sabia bem o que eram mas que davam cabo da produtividade nacional e do DNA e agora, mesmo depois da longa, soalheira, penosa e suada travessia do deserto – sim que ele é socialista mas parece laranja ou vice-versa ou o que está a dar na altura – até já tem poleiro na RTP e na Antena não sei quê onde fala dos blogues como se percebesse do manhoso assunto. Mas isso agora nada interessa, importa (ademais da facturação) é que o meu mano andou a meter-se com o Santana Lopes até o gajo aparecer e mandar o meu mano para a toca com a cauda entre as patitas, mas o que é mais um post filhodaputa no meio de tantos, o que interessa não são as alusões canalhas à Torloni ou à diversão nocturna o que interessa é que o tal Luis (sem acento, s’il vous plaît) Rainha «é dos que pagam dois bilhetes em aviões e cinemas nem vê-los». Olhem, como já vêem, que eu não sou como o fraternal poltrão que até agradece ao gajo as “audiências”, à boa maneira dos sem-espinha que dão as boas-vindas à bengalada porque até precisavam do galo para usar o novo stetson como deve ser. Mas certo é que o gajo, o tal Rainha, é grande e gordo e o resto já não me interessa, apesar de vos poder agora falar de excelentes e sápidas weisswursts xxl e mais qualquer coisita. Ó diabo. Eu cá achava que sabia onde esta prosa ia ter mas perdi-me logo ao primeiro apeadeiro, que isto do stream of consciousness é giro nas cenas que folheio na FNAC mas é mais lixado de imitar do que à primeira vista parece. E assim como assim estamos todos bem uns para os outros: ah que c’est bom, bon.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

11 Responses to rolos de duartes

Os comentários estão fechados.