Ordem dos Arquitectos, pela 1ª vez na sua história, admite defender adjudicações directas da Parque Escolar

Porém, num Programa que implica a encomenda de centenas de projectos com financiamento público, a OA continua a defender que os critérios de selecção das equipas para encomenda de projecto deveriam ser tão objectivos quanto possível, contemplando adjudicações directas, concursos públicos com prévia qualificação e concursos públicos sem prévia qualificação

Aditamento: Este esforço de ginástica política surge, sob a figura de carta ao director do Público, na sequência da notícia “Parque Escolar: Estado pagou a arquitectos mais de 20 milhões de euros sem concurso

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

5 respostas a Ordem dos Arquitectos, pela 1ª vez na sua história, admite defender adjudicações directas da Parque Escolar

  1. Tiago Mota Saraiva diz:

    Caros, não permitirei comentários insultuosos.

  2. Nos critérios de selecção será valorizada a titularidade de cartão rosa?

  3. jaquim diz:

    Eles lá sabem de que lado do pão lhes barram a manteiga

  4. Luis Moreira diz:

    O polvo chega longe e o seu abraçar pode ser doce, é esse o perigo, como se vê…

  5. luis t. diz:

    Pois, como no tempo da Exposição do Mundo Português.

Os comentários estão fechados.