A criatividade no Caso Freeport

De acordo com notícia do Sol, Carlos Guerra, ex-presidente do Instituto de Conservação da Natureza na dependência do então ministro José Sócrates e arguido no caso, declarou que as várias tranches de elevadas quantias que foram depositadas na sua conta bancária foram devidas a esse acontecimento jurídico denominado: partilhas-antecipadas-que-o-sogro-foi obrigado-a-fazer-após-a-falência-de-uma-sua-empresa.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

14 Responses to A criatividade no Caso Freeport

Os comentários estão fechados.