Flexisegurança


Porque será que em tempos de campanha e programa eleitoral, o mesmo PS tão amigo da flexisegurança, não diz uma palavra sobre o assunto?

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

2 respostas a Flexisegurança

  1. Fábio Dionísio diz:

    A palavra “flexigurança” deve ser um dos mais bestiais neologismos alguma vez inventados. A contração das palavras “flexibilidade” e “segurança” aplicadas ao emprego resulta -conceptualmente – em qualquer coisa como convencer uma pessoa deitada sobre uma via-férrea que está em segurança – uma segurança de tipo especial -, que apenas se mantém enquanto não chega o combóio para a trucidar. É natural que um partido de “esquerda moderna e democrática” não queira -em pleno mês de Agosto (e de merecidas férias) – apavorar a juventude precária (ou em vias de o ser), com uma coisa tão delicada. As crianças não compreenderiam.

    Ou então o PS apanhou muito sol na cabeça e ficou de esquerda, já não gosta da segurança flexível. Quais inflexiveís defensores do Trabalho…

  2. carlos graça diz:

    não é flexisegurança, é mesmo fibromialgia aguda…

Os comentários estão fechados.