para aprendermos…

Vem do Brasil, e é uma premiada campanha surgida pela iniciativa do Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT do Rio de Janeiro em parceria com a Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ALGBT) e a Frente Parlamentar Pela Cidadania LGBT no Congresso Nacional.
O vídeo foi criado pela Indústria Nacional Design, é assinado pela agência de propaganda Giacometti e foi recentemente premiado!

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

6 respostas a para aprendermos…

  1. Luis Rainha diz:

    Transformar a homofobia em crime?

  2. Chico da Tasca diz:

    Eu não tenho nada a aprender. Não gosto de paneleiros, não sou obrigado a gostar, e agora fazer-lhe o quê ? Prenderem-me ?

  3. Paulo Jorge Vieira diz:

    transformar os crimes de ódio (de todo o tipo) com raizes na homofobia num tipo de particular de crime. como acontece com os crimes baseados no racismo. é uma proposta polémica mas que ganha um significado especial no Brasil onde centenas de LGBT são assassinados por ano.

  4. Luis Rainha diz:

    Ah. Já estava quase a concordar com o Chico (chiça!): criminalizar uma fobia seria algo bem estranho.

  5. A ver se percebi:

    Pretende-se que um homicídio baseado num “ódio homófobo” seja, digamos, mais penalizado do que um para roubar o infeliz?!? É que a mim parece-me que os crimes já são … crimes!! Não?

    Não estarão a tentar, como o Luis Rainha “temia”, criminalizar a homofobia?? Simplesmente e sem as minudências semânticas do Paulo?

    E então não terá que se fazer o mesmo para com a heterofobia?!?

    Ou estarei a ligar o complicador?

Os comentários estão fechados.