Bendito pirata

Este homem é um herói da pirataria moderna. No seu Avant Garde Project, disponibiliza literalmente centenas de peças musicais de outro modo inacessíveis. Tesouros da música contemporânea que estão fora dos escaparates há anos: de “clássicos” como Stravinsky e Schoenberg a peças de gente como Kagel, Ligeti ou mesmo… Marcel Duchamp (passando por um curioso disco com sons de locomotivas a vapor húngaras).
O princípio é um entendimento peculiar dos direitos de autor: se uma dada obra não é comercializada, pode e deve ser disponibilizada às massas. De borla e por download directo ou torrents.
Mais motivos para canonizarmos o anónimo mecenas: ele deu-se ao trabalho de digitalizar tudo, a partir de velhos discos de vinilo, com um sistema nec plus ultra que começa pelo inescapável Linn Sondek. Os ficheiros são comprimidos em FLAC, sem perdas nem codificações destrutivas.Antes que a ASAE feche o estaminé, corram e desatem a sacar tudo. Têm ali dias e dias de alegre pirataria pela frente.
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

2 respostas a Bendito pirata

  1. Justiniano diz:

    Rainha!
    Obrigado pela dica.
    A sonoridade não engana! Sem sombra de dúvida que se trata de uma MÁVAG.

  2. Luis Rainha diz:

    O imperador com ouvido para a engenharia ferroviária… que luxo!

Os comentários estão fechados.