Anti-comunismo III

O PSD escusou-se, esta quinta-feira, a comentar a proposta do presidente do Governo Regional da Madeira, que propôs que, na próxima revisão constitucional, o comunismo seja proibido. Aguiar-Branco diz que este não é o momento oportuno.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

5 respostas a Anti-comunismo III

  1. fernando rosa diz:

    quem cala consente!

  2. MigPT diz:

    AJJ não pediu o que o comunismo seja proibido. Só uma visão sectária é que pode fazer essa deturpação. O que a proposta de revisão diz é que a constituição deve proibir todas as associações e partidos que prefilem objectivos totalitários e nesse campo qual a deferença entre o comunismo e o fascismo?

  3. lucastadeu diz:

    PigPT,veja por exemplo esta diferença:9 em cada 10 soldados alemães foram mortos na URSS!!! durante.Dizer que são iguais,é pq me está a considerar como burro.
    Além disso,regime autoritário,ditadura,corrupção tudo encaixa nas ‘qualidades’ da toupe ‘governativa’ madeirense,uma oligarquia a comer do erário público para desenvolver as suas empresas de sucesso.Quer exemplos?Quer?O q dizer de todas as camaras da Madeira terem ‘affairs’ comos tribunais?…E, como o Jardim trabalha para o Capital e não para os desfavorecidos(Comunista),logo ‘aquilho’ é um regime Fascista,n’é?
    …. eu gosto destes apartidários e independentes sempre,sempre ao lado da ignomínia

  4. MigPT diz:

    O lucasfedeu, para além de ter um problema grave com o português e a semântica, não consegue perceber o que lê. eu vou repetir outra vez, para ver se é desta. A nossa constituição proíbe a existência de partidos apologistas do fascismo (regime totalitário que advoga o principio do colectivo sobre o individual). O que a proposta de lei diz é que se deve generalizar o princípio a todas as correntes políticas que sejam apologistas de regimes totalitários. Dizer que o comunismo não prevê um regime ditatorial, quando o seu principio político é o da ditadura do proletariado é do mais básico sectarismo e quem não o percebe, é, nas próprias palavras do tadeu, um burro.
    Quanto aos campeões de genocídios

Os comentários estão fechados.