A P(S)este

Nada é mais crucial para as esperanças de José Sócrates do que a Gripe Suína. Basta ao governo não deixar a situação sanitária descambar para o caos e as eleições estarão ganhas. No previsto auge da epidemia, se as mortes não forem muitas, se o sistema hospitalar não se desfizer pelas costuras, se a imagem de determinação e competência vencer a propensão para a desordem deste governo, o PS não pode perder.
Basta ver, já nestes dias, como a ministra da Saúde já começa a liderar os tops da popularidade governamental. No meio de uma peste, ninguém vai querer mudar de governo. Sobretudo se este aparentar estar à altura da situação.
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

7 respostas a A P(S)este

  1. Dasse diz:

    “o PS não pode perder”

    Nunca mais te tratas ao whishfull thinking?
    É que tem cura, sabias?

  2. Curioso é o facto de Sócrates ter ido hoje a Paredes, com o seu assessor Artur Penedos na “bancada” e sem possibilidade de intervir. Artur Penedos é candidato do PS à Câmara de Paredes e será mais uma das vítimas da polémica das duplas candidaturas. Pelos vistos, o clima entre o PM e o seu assessor não é o melhor…
    http://celsoferreira2009.blogspot.com/2009/07/comunicado-do-psd-de-paredes-socrates.html

  3. E agora Srs. Jornalistas????? Vão ficar calados???? Adorava saber porque não vejo um único jornalista na blogosfera a abordar este assunto

  4. A vitória do PS pode estar associada ao SNS que o governo andou quatro anos a delapidar? É, no mínimo, irónico.

  5. Chico da Tasca diz:

    A delapidar o SNS ? Que eu saiba, foi este governo criou as Unidades de Saude Familiares, muito mais avançadas que os Centros de Saúde. Não estão todas no terreno ? Tudo tem um começo.

    Também foi este governo que remodelou, e bem como é unanime entre os especialistas da área, o mapa das maternidades.

    De resto, como também é unânime entre os especialistas da saúde as reformas do anterior Ministro da Saúde eram reformas inteligentes e que garantiriam uma SNS de muito melhor qualidade e proximidade.

    Agora se você e a comunalhada querem martelar uma mentira um milhão de vezes, na esperança que se torne verdadeira, isso é uma táctica conhecida da comunalhada.

    O problema é que os mais atentos não vão nessas palhaçadas.

  6. Dasse diz:

    Este Emídio Chico da Tasca Rangel não pára.
    Parece a máquina da Regisconta…
    Falta saber em que indemnização milionária está a pensar desta vez…

  7. luis t. diz:

    Ouvi dizer que os profs não eram um grupo de risco???Devo ter percebido mal…

Os comentários estão fechados.