Tivemos azar

Porque para João Galamba o governo ia criar os 150.000 empregos prometidos, justamente, este ano.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

5 respostas a Tivemos azar

  1. Porquê esse acento no “e” de tivemos, pode saber-se? Um erro ortográfico logo no título é uma coisa feia.

  2. Tiago Mota Saraiva diz:

    Mário Azevedo, tem toda a razão. Obrigado, já está corrigido.

  3. carlos graça diz:

    eh eh eh…. a isto se pode chamar de “custo de oportunidade”…

  4. LAM diz:

    Pelo menos um emprego já foi criado para o Pinho. Faltam só 149.999.

  5. Enojado diz:

    Galamba foi elogiado no Eixo do Mal por esse expoente de inteligência e seriedade intelectual que é a “drª” (?) Ferreira Alves.
    O que diz tudo sobre o dito cujo. Agora, só o Nobel de Economia…

Os comentários estão fechados.