Uma adivinha: e quem vem lutando persistente e subtilmente para ser o novo director desta casa?

cinemateca.1

Ai Sim??

Bom, desejo ardentemente que não o consiga. Apenas isso.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

9 respostas a Uma adivinha: e quem vem lutando persistente e subtilmente para ser o novo director desta casa?

  1. almajecta diz:

    Cá p’ra mim é do IST e Prof. Aux. da unl talvez na linha da bolinha semiótica e de J.B. C. Espero bem.

  2. almajecta diz:

    Não gostas do José Manuel Costa?
    Ou estás na cinemateca com os Asdingos a pressionar para uma guerra antecipativa lá p’rás bandas do Abbas.

  3. Carlos Vidal diz:

    Grande Jecta, eu não disse que não gosto do José Manuel Costa.
    Eu apenas propus uma adivinha e, por acaso, a resposta não é “José Manuel Costa”.
    Mas tenho uma certeza: o próximo director deve ter pelo menos um poster do Abbas em casa, senão, por mim, nada feito.

  4. almajecta diz:

    Pois sim, logo tu que és todo Ozu mais os J-M Straub e D. Huillet, não me digas que vem puto da imagem-literatice e divulgação social escrita.
    Mais fantasmas sem profundidade condenados ao servilismo voluntário total. A moda de ensinar pelo cinema via storyboard deleuze e tal, já passou, venha quem vier o cinema continuará a ser um produto da indústria da cultura de massas por mais que os autores se não universalizem.

  5. almajecta diz:

    Prontos, então vou divulgar em politicamente correcto mais um nome para a tua advinha. Será do orgão oficial escrito da governata, mui subtil em sonoridades e ainda mais ceguinho em visualidades, comunicativas via transtextualidades, não? Como corolário, mui servil e voluntário. Já Li.

  6. Carlos Vidal diz:

    Exactamente Grande Jecta, parece-me que sim.

  7. almajecta diz:

    Olha que não, olha que não.

  8. yussuf diz:

    Mas qual casa? Aquilo é a cinemateca. Manoel de Oliveira a Director para o próximo decénio e o resto é conversa.

  9. almajecta diz:

    ó carlos informa lá p’ra cima que aquela revista cinéfila, de nome e editada nas terras do pudim francês é paga aqui pela casa da rotunda da praça de espanha, a da extrema da av. de berna. Não estou a referir o “Cinéfilo”.
    E ainda, hoje o buraco do meteorito será perdoado por ser dia do santinho.

Os comentários estão fechados.