Continuará Tony Blair impune e sem ter nada a ver com nada?

brown

Britain to examine Iraq war errors in inquiry

LONDON – British Prime Minister Gordon Brown authorized a long-awaited inquiry into the Iraq war on Monday that aimed to examine mistakes made during and after the 2003 U.S-led invasion.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

5 respostas a Continuará Tony Blair impune e sem ter nada a ver com nada?

  1. ezequiel diz:

    é uma pena que a maioria dos Iraquianos não concorde consigo, Vidal. Uma pena para si, claro. Apesar dos mortos. Eles, Iraquianos, sabem quem é que anda a colocar bombas em mercados. Eles sabem quem é o verdadeiro inimigo. O sr não sabe.

  2. o sátiro diz:

    blair e bush e aznar derrubaram um dos ditadores mais execráveis do mundo dos últimos anos. Ao lado dos assassinos e carrascos iraquianos, estiveram o pcp- até foi a bagdad lamber o rabo ao saddam- o BE, soares, ana gomes e malta da pedra lascada. Tb o bin laden foi contra . Coligaçao “cro magnon”. Ainda não perceberam k a liberdade é uma aspiraçao-sonho k comanda a vida.

  3. xatoo diz:

    com as calças do pai Bush qualquer voyer pressente que não existe sonhadores que o derrubem a ele.
    Existe um movimento na Grã-Bretanha que pretende criminalizar o Blair e outro em Espanha com o mesmo objectivo em relação ao Aznar. São ambos irrelevantes. Aliás o Pentágono nos EUA já está noutra mais à frente: pretende criminalizar a vulgar dissidência politica (e refiro-me a qualquer manisfestação interna) apelidando-a de “terrorismo de baixa intensidade” – é isso que ensinam aos formandos nos milhentos “cursos militares” que gerem.
    Como se percebe, caro Vidal, de gestão de “iraquianos&cidadanias afins” quem pesca patavina é o sr. Ezequiel
    .

  4. ezequiel diz:

    São inúmeras sondagens que o demonstram, xatoo. sondagens realizadas por entidades “insuspeitas”, como a BBC, que sempre foram contra a invasão do iraque.

  5. Pingback: cinco dias » BLAIR ou o homem com vergonha de si mesmo (Tony Blair – parte II)

Os comentários estão fechados.