Afinal, o que é que quer Vital Moreira?

vm2

Enfim, será que ninguém o manda mesmo, definitivamente, calar-se, a ele, Vital Moreira que ainda diz, alto e bom som, que ninguém o intimida? Será que ninguem no seu partido o manda calar, nem GUILHERME d’OLIVEIRA MARTINS, AUGUSTO MATEUS ou JOSÉ LAMEGO??

Ora bem, perante a gritaria recente de Vital Moreira, eu espero muito sinceramente, como alguém que julgo saber o que é dignidade, que Manuela Ferreira Leite não se rebaixe, ela que é secretária-geral de um partido da oposição (seja ele qual for), que não se rebaixe a responder directamente a um mero candidato a deputado (seja a que parlamento for).

Será que Vital Moreira desconhece o que toda a gente sabe desde que rebentou o “caso BPN”? Será que ele não sabe a constituição desse grupo e que dele faz parte uma coisa chamada Banco Efisa (desde 1994), banco em parte controlado  por colegas seus “socialistas”?? Será que Vital Moreira não sabe a constituição do Grupo BPN?

Será que Vital Moreira não sabe que, pouco depois de trabalharem com os governos Guterres, os seus colagas de partido Oliveira Martins (até 2006) e Augusto Mateus entraram para administração do Banco Efisa do BPN??

Será que também não sabe que o seu colega de partido José Lamego (que também foi constitucionalista no Iraque ocupado) é administrador do Efisa desde 2006 (figurando no relatório de contas de 2007)??

Como é que um homem supostamente do Direito (sei lá se é, não tenho a obrigação de saber tudo nem de me guiar pelo que ouço), pode chamar ladrões a uns quantos (usou o termo “roubalheira”) salvaguardando a presunção de inocência para outros, por acaso os seus colegas de partido? É porque parece-me que não estão a ser investigados! E como é que Vital sabe disso? O que é que Vital Moreira sabe das ligações, perigosas ou não (não sei) entre o Bando Efisa dos seus colegas “p.socialistas” e o Banco BPN??

No Direito de Vital Moreira quem é que é “presumivelmente inocente”? Dias Loureiro (apresentador público de uma biografia de José Sócrates)? Augusto Mateus? José Lamego? José Sócrates? O meu cunhado? Etc? De onde lhe vem a selectividade?

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

12 respostas a Afinal, o que é que quer Vital Moreira?

  1. Paulo Ribeiro diz:

    brilhante! concedendo que o que diz o carlos vidal, essa suma autoridade, é verdade, ainda assim, de que se faz defesa? bom, que se deve acusar tudo e todos, excepto quando pode chamuscar pessoas que eu conheço. ora, compreender-se-ia este discurso de portuguesinho comprometido e pateta, género, sinais de luzes quando vê a policia, se, eventualmente, o vital fosse um perigoso accionista do bpn, portanto, metido no assunto. mas não é. Nem sequer, ao que consta, é militante do ps. e portanto, quem se deve calar e não escrever parvoíces, quem é?

  2. Carlos Vidal diz:

    Paulo Ribeiro, logicamente.

  3. Dia 7 diz:

    Mandar calar Vital Moreira?
    NUNCA!!!
    É deixá-lo falar o mais possível…
    Quanto mais abre a boca, mais se enterra.

    Dia 7 vou votar CONTRA o PS!

  4. djugashvili diz:

    Este Paulo Ribeiro vai longe,………………………….como aparatchick!Fazem-me cocegas estes palermas que pra qui vêm defender o indefensável.porque no se callan?Otários

  5. almajecta diz:

    longa vida ao fantasminha brincalhão.

  6. almajecta diz:

    já dos inácianos não digo o mesmo, estão mesmo a pedi-las, no mínimo com a voz de S. António.

  7. santos diz:

    No tempo de Salasar também não se deixavam falar as pessoas.
    O Vital não é home de medos e ele sabe que a vitório está certa.

  8. Paulo Ribeiro diz:

    djugashvili não sei quem de nós é mais otário, se eu, que penso por mim, e argumento por mim, graças a deus, se v. exa todo cheio desse nome de assassino que trás aí ao pescoço. ora, tenha vergonha! o djugashvili foi um assassino!

  9. Carlos Vidal diz:

    Paulo Ribeiro, creio que você não pensa por si.
    Além disse, hoje vem com moralismo exacerbado.
    Então um indivíduo não pode ter nome de assassino?
    E que tipo de assassino foi o djugashvili?

  10. Paulo Ribeiro diz:

    em principio sim carlos vidal, mas a conversa não é consigo. uma coisa é debitar o nosso juízo inflamado sobre o marxismo, realismo e o formalismo e passarmos daí à defesa da arte impressionista como um monumento à revolução, outra coisa, substancialmente diferente, é fazermos a apologética reabilitação de assassinos em massa. Tenham santa paciência. Já o disse e repito: até onde vai a plasticidade destes clássicos do marxismo no seio da chamada da democracia representativa? isto é, no seio de um regime burguês. não saberão que a forma democrático-representativa não é neutra. e que a democracia burguesa nunca aceitará nem pode aceitar governações do tipo socialista? meus amigos, quando vexas fazem a critica dos partidos democráticos da democracia representativa, têm que dizer o essencial, que não estão no mesmo terreno. vexas não têm resposta para o mundo burguês e para as nossas preocupações, os burgueses. resulta daí que, não podendo estes radicais, desencadear um processo de transformações socialistas sem bulir com os fundamentos do regime democrático-burguês, esconde-nos o essencial, que é, que o seu projecto passa pela substituição da democracia representativa pela democracia directa

  11. almajecta diz:

    ui ui, veem aí os comboios, prepara-te charles v uma insónia destas com o fantasminha herético entre a linha vermelha e a preta, vai apanhar outra vez e desta feita da sumidade próxima, uma louca na cama.

  12. Paulo Ribeiro diz:

    alma que se continua a injectar. uma palavrinha? que papel gostaria o amigo alucinado de ter na nova ordem que quer implementar? talvez o de guardião dos pensamentos urgentes, mas não necessáriamente com sentido?

Os comentários estão fechados.