A institucionalização da mentira nas coisas mais básicas

Ontem foi assim.
Era o último dia que alguns cidadãos tinham para entregar a sua declaração de IRS e o respectivo site não funcionava. Independentemente das questões técnicas ou da discussão sobre deixar-se a entrega dos documentos para o último dia, o que é de facto muito preocupante, é a impunidade da aldrabice.
Às 19.28h, com o portal e linhas telefónicas em ruptura, o Ministério das Finanças procurava enganar o país garantindo que o sistema estava a funcionar. Hoje, com receio das consequências eleitorais, o ministério decidiu admitir a aldrabice de ontem adiando o prazo de entrega.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

11 respostas a A institucionalização da mentira nas coisas mais básicas

  1. Jeronimo diz:

    A irresponsabilidade associada à ignorância faz nascer post assim. Não há sistema informático nenhum que esteja dimensionado para uma carga bastante inferior que consiga oferecer os tempos de resposta para que foi desenhado. Mas o facto de demorar 100000 vezes mais tempo a processar os pedidos não significa que não esteja a funcionar. E o problema está no sistema informático ? Ou no ministro ? Ou no Sócrates ? Ou nos irresponsáveis que deixam para as últimas horas do úlimo dia do prazo ? Coitadinhos …

  2. Tiago Mota Saraiva diz:

    Ignorância a sua.
    O problema não era demorar, como afirmava ontem o seu ministério, era estar em ruptura! E, pelas informações do site, não eram assim tantos os utilizadores. De qualquer forma, daquilo que fui percebendo, isto sucede sempre. Deve ser um Magalhães que serve de servidor.
    O problema da mentira oficial do Ministério das Finanças está…. está… deixe-me pensar um pouco…

  3. Economista555 diz:

    Ontem á noite enviei 3 dec de irs! Foi dificil, mas enviei. Mais uma vez beneficia-se o infractor: estamos em ano eleitoral 🙂

    Abr

  4. Paulo Ribeiro diz:

    ó tiago, que blague monumental! o meu amigo, vivesse num país a sério, e não neste nacional porreirismo de socialistas, sociais-democratas e comunistas em todos os graus e qualidades, com alguns palermóides fascistas à direita e à esquerda, e então, pagaria a sua multa e calava, e até, tinha honra nisso.
    ora, não havia um prazo marcado deste o início do ano? prazo esse que simplesmente vexa não cuidou para que fosse respeitado? porque não assumir as consequências? afinal, foi vexa, não o ministério, nem sequer o seu próximo que falhou, com excepção deste perdão cretino, dos cretinos que nos governam, só vejo a sua falha, e a deles.
    num país a sério, com homens a sério e não povinho pateta e incumpridor (governantes à mistura), vexa, não era beneficiado relativamente a mim, que, diligentemente acordei de madrugada para enviar a minha declaração enquanto o amigo provavelmente bebia copos. vivesse o amigo num país sério, e então, provavelmente, não estaria com esta conversa de nojo, a atirar em todas as direcções e para si mesmo.
    que saudades de homens e mulheres que corporizavam o sábio vilela dos maias: “sou pobre mas ainda tenho um pedaço de manteiga para barrar o pão”. vexa, desculpe que lhe diga, é um pateta que chora de barriga cheia. é um portuguesinho no seu pior. naquilo que mais constitui o falhanço deste país, só um, ter uma cabeça colectiva em franca degenerescência. o pior, é que isto não vai com regimes, nunca foi, só com educação. mas essa, como todos sabem, é o que tem provocado estas aberrações que são a piada de todos os países civilizados.

  5. Jeronimo diz:

    (..)De qualquer forma, daquilo que fui percebendo, isto sucede sempre(…)
    Mais uma pérola do jornalismo de investigação 5dias/TVI

  6. Paulo Ribeiro diz:

    mais. o que diria este amigo, se não existisse o sistema electrónico. entregaria o papel e não bufava. pois é. Dá-se um braço e quer logo a perna. sol na eira e chuva no nabal, é o que define este ser português. irra! que cheiro nauseabundo a compatriota!

  7. Jorge Cid diz:

    Impunidade da aldrabice?
    Não te esqueças que preferes Oliveira e Costa ao Armando Vara!
    Como se sabe, compulsando a gestão de Oliveira e Costa (integrando todos os outros PSD’s cavaquistas – e esta dói), conclui-se que o teu conceito de aldrabice é “narrow”.
    Assume em quem votas e votarás, independentemente da canalha que estiver à frente do teu partido.

  8. Tiago Mota Saraiva diz:

    Caros “Amigos do Povo”, trocai de país e afastai-vos destas pessoas asquerosas mas, por favor, saiam do poder.

  9. Patricia diz:

    Por um lado percebemos que não deve estar habituado a trabalhar todos os dias com sistemas informáticos,estes problemas acontecem muitas vezes até com os clientes que movimentam as contas bancárias atraves da net,as operações tornam-se muito lentas quanto existem muitos clientes a aceder ao sistema do serviço bancário.Depois querer fazer deste assunto um caso politico é um disparate sem o minimo sentido.

  10. Manuel Pinheiro diz:

    Pois é, o portuga se for para assistir a um concerto ou á abertura de um centro comercial, vai de véspera dormir para a porta do evento e é uma festa para todos.
    Agora para pagar os impostos pela net é cá uma dificuldade…

  11. O Beirão diz:

    Não será isto o espelho mais cristalino da badalhoquice nacional?

    De que esperam as pessoas de bem para fazer a mala e porem-se ao fresco deste sítio cada vez mais insuportável, enquanto o poder estiver nas mãos desta gentalha.

Os comentários estão fechados.