E para quem não gostou nada do meu post anterior sobre V. Canas (é o meu caso, não gostei mesmo nada), regressemos ao sublime

Esta obra obceca-me, é problema meu (e não voltarei ao assunto). Estamos, de novo, com o Estudo Op. 8 nº 12 de Scriabin. Agora com uma particularidade: com o encontro entre o mais convencional e aristocrata dos compositores-pianistas, o tardo-romântico Sergei Rachmaninov, e o “louco puro”, Scriabin (documento áudio):

E de Rachmaninov passemos para o jovem Evgeny Kissin, a mesma obra:

Dos três – Horowitz, Rachmaninov e Kissin -, eu, se mo permitirem, prefiro Horowitz.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

7 Responses to E para quem não gostou nada do meu post anterior sobre V. Canas (é o meu caso, não gostei mesmo nada), regressemos ao sublime

  1. Sofia diz:

    Desta música gosto eu, faço dela o meu abrigo.

    Viva a loucura Sublime! Viva!

  2. Atenta diz:

    A propósito, quando é que devolvem os “post’s” aos ex-colaboradores. estão a render?

  3. almajecta diz:

    Pois, tou a ouvir o discurs sur le bonheur, la volupté e l’ art de jouir reduzidos no fim ao amor-próprio, coisa de aristippo.
    Disharmony continued between the social and religious classes under the reign of Hadrian, who suffered another Jewish revolt in Judaea, led by Simon ben Kosibah. Though Cyrenaica remained relatively quiet through this problem, Hadrian punished the Jews throughout the empire severely, essentially eliminating resistance for the remaining life of the empire.
    The great city of Cyrene, however, took years to recover and never really regained the prosperity it had once maintained. Overall, though, it remained a peaceful part of the empire until it was split to the eastern empire in the late 4th century AD. Vandals raided the region in the early 5th century, but the Byzantines re-exerted limited control for another 2 centuries. It remained a part of Roman/Byzantine tradition until the Arab conquests in 642 AD.

  4. ezequiel diz:

    Gostei bastante do Horowitz e do Kissin. 🙂

    Mas vim aqui apenas para Vos dar a boa nova :): o sistema capitalista Americano “começou” a recuperar hoje (se é que faz sentido datar os processos de mudança desta forma). chips are moving, diz a malta do NYSE. isn’t it wonderful?! interessante: a recuperação está ser liderada pelas techies.

    …….

    Biden a exigir a retirada de colonatos ilegais na cisjordânia etc e o fim dos rockets Palestinianos. Netanyahu a demonstrar alguma receptividade (cautelosa) às propostas de Obama em troca do reconhecimento do estado de Israel pelos Palestinianos. seria deveras surpreendente se Netanyahu, com o seu MNE Lieberman, fossem (dois dos) signatários de um acordo de paz duradouro!!! vai uma apostinha, sr Professor???

    the world is changing….

    era só isto, caro sr Professor. presumo que o sr não compartilha o meu optimismo.

    cumprimentos,
    ezequiel

  5. Busca do Sublime! diz:

    O mundo está cheio de deuses e semi-deuses.

    Por isso gosto tanto de gente imperfeita, imperfeita, como eu, que vão dizendo o que sentem, o que pensam.
    Por mim, não faço questão em agredir. Eu já “levei porrada” (e também já dei e já fui cobarde…), como disse um grande senhor.
    Reconheço-me nos vulneráveis.
    Construo o meu caminho, tentando subir, subir sempre, sem atropelar o meu parceiro.

    Gosto de cultura: música, arte e literatura.
    Grandes lições de humildade já aprendi na vida, mas também com a literatura, por exemplo com esse gigante que foi Fernando Pessoa e seus heterónimos (nos quais me reconheço):

    “Quem me dera ouvir de alguém a voz humana
    Que confessasse não um pecado, mas uma infâmia;
    Que contasse, não uma violência, mas uma cobardia!
    Não, são todos o Ideal, se os oiço e me falam.
    Quem há neste largo mundo que me confesse que uma vez foi vil?
    Ó principes, meus irmãos,

    Arre, estou farto de semideuses!
    Onde é que há gente no mundo?”

    O poeta é que sabia, grandes lições, ultrapassaram a teoria.
    Mas o melhor, o melhor mesmo: “O melhor do mundo são as crianças”. Concordo!

  6. almajecta diz:

    quando é que me devolves todos os comentários? começo a estar farto deste joanes.

  7. almajecta diz:

    com tanta perfeição, quando é que chegas ao deslumbramento do poder?

Os comentários estão fechados.