sem comentários?

Ja recebi 20 emails a pedir um comentário! Claro que este texto confuso (no mínimo) terá resposta. Mas hoje eu quero namorar com o meu ‘gajo’. Amanhã terei tempo!

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

12 respostas a sem comentários?

  1. Mas que bichice, meu!

  2. jacuzzi diz:

    tens mesmo que comentar? eh pa aproveita o teu gajo durante uns dias e esquece isto.

  3. Melhor que a que acabou de dar?

    PS: Enjoy!

  4. Chico da Tasca diz:

    Bichas neste buraco ????? Porra !!!!!!

    É panilas e ainda o afirma com orgulho. Sinceramente ! Mundo de merda !!

  5. Paulo Jorge Vieira diz:

    publiquei os dois comentários heterossexistas presentes neste texto por uma razão simples: afinal a afirmação simples da orientação sexual de cada um, e do seu relacionamento pessoal (feita com a naturalidade que lhe é devida) parece provocar engodos! divertido!

  6. Só mesmo se fores tu a comentar, Paulo, porque pelo que me toca quedo-me pelo silêncio, já está tudo dito.

  7. Não concordo com uma única linha do «post» do Luis Moreira, Paulo Jorge, mas espero que entendas que se trata apenas de uma opinião diferente da tua (da nossa).

  8. Pingback: O meu texto nem sequer é sobre homossexualidade |

  9. j diz:

    O blog é seu. Por isso, pode dizer aqui o que lhe apetecer.
    Mas acho de muito mau gosto que você diga que «Mas hoje eu quero namorar com o meu ‘gajo’…».

    Porque, quando você vai levar ou dar no cú, próprio ou do seu ‘gajo’, não me parece que seja assunto que interesse a quem visita o blog.

    Desculpe lá a franqueza.

  10. Paulo Jorge Vieira diz:

    meu caro J
    se há coisa que coloca problemas neste debates sempre é a visibilização das coisa de que falamos. é simples fui namorar (o que nao quer dizer práticas sexuais). afirmo-o porque vejo por ai em muito blogs referências à vida dita privada (os filhos, a esposa). afirmo-o porque a política é feita de quotidianos!

  11. Paulo Ribeiro diz:

    desculpe lá ó “j.” (aí filho! que tens um nick a puxar…) mas quem desdenha quer comprar. e o meu amigo, humm! tem ar de quem comprou, gostou e, agora, sente-se penalizado. não lhe mandam postalinhos, hem?

  12. Pingback: O meu texto nem sequer é sobre homossexualidade « Aventar

Os comentários estão fechados.