O nosso lugar infecto – e ninguém quer estragar a alegria “S” ?

No dia 22 de Abril, o tempo de antena do PS foi ilustrado com imagens de crianças do ensino básico, que nas salas de aula teciam elogios ao computador Magalhães. Alguns pais de uma escola do ensino básico de Castelo de Vide vieram a público acusar o PS de ter usado as imagens das crianças indevidamente, já que lhes havia sido dito que as filmagens se destinavam ao Ministério da Educação.
Ao microfone do Rádio Clube, o porta-voz Vitalino Canas disse que depois da polémica, o que o PS tem a fazer é “lamentar o sucedido”.
Aqui, no 5dias, o Nuno Ramos de Almeida já tinha noticiado a primeira parte desta notícia, a que se refere à “paixão” do PS pela educação (lembram-se da frase, não é verdade? É antiga, é – é marca “PSSSS”). A novidade é a lamentação do sr. Canas e o facto do secretário-geral (quem é?) desta mui respeitada associação estar a escrever aos pais, pedindo desculpa pelo sucedido. A verdadeira “paixão” leva a estas coisas: recolhem-se imagens, realizam-se tempos de antena, fazem-se montagens com o material, ninguém dá por nada de nada, ninguém da coisa “S” escrutina o produto, e só depois é que se pedem desculpas e se lamenta. Ninguém no rato vê o filminho antes de ser enviado à TV? A realização (?), o realizador-artista é totalmente autónomo? E se lá pusesse imagens de um comício do PSD?? Poderia tal suceder?? Sim?? Isto convence quem??
Na mesma semana, uns inspectores foram a uma escola de Fafe interrogar alunos para saber se os professores tinham colaborado no arremesso de ovos à ministra da “paixão” educação em Novembro passado. Parece que o deputado Manuel Alegre se escandalizou também muito com o sucedido.
Bom, entretanto, vamos ao que interessa: quem é que, minimamente decente, está disponível a voltar a votar PS (eu nunca o fiz, logo a questão não se me aplica)?
Quem tem medo de uma maioria PCP – BE?
Ah, não é possível? E os episódios marca “PSSSS” vão continuar a sê-lo?
É isto que querem, não é, leitores?
Vou registar a vossa resposta.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

15 respostas a O nosso lugar infecto – e ninguém quer estragar a alegria “S” ?

  1. O meu medo numa maioria PCP-BE é que não chegue suficientemente onde deve chegar. Que tudo continue como está, com uns remendos e côdeas, sem alterações substanciais. De resto, eu voto no primeiro.

  2. Chico da Tasca diz:

    Eu sou democrata mas, se o PCP chegasse ao poder com uma maioria eu acho que as pessoas teriam de pegar em armas. E seria totalmente legitimo ! Quero aqui lembrar que após a revolução de 1917, as primeiras eleições que houve na Russia foram ganhas pelos mencheviques. Que fizeram os comunas bolcheviques ? Mataram metade e a outra metade mandaram-na para a Sibéria, assumindo o poder até à queda do muro.

    De qualquer forma em todas as 3 eleições eu estarei lá às 8 da manhã para votar PS ! Neste PS, não no do tachista Manuel Alegre…

  3. rosarinho diz:

    Este PS dirigido por um senhor, que não bastava ter no nome uma tão grande antítese de certo filósofo grego, ainda se quer fazer por Santo e Martirizado – não falta por aí quem o idolatre (Jesus Cristo anda muito distraído, desde que desceu à Terra num raio de Sol… num poema de Álvaro de Campos, nunca mais se lembrou de nós, pecadores que já expiámos tanta culpa judaico-cristã… Nunca mais se lembrou da lição que deu no Templo, abandonou-nos completamente à nossa sina), é ATERRADOR.
    Isto que se passou com os Magalhães, é apenas um pequenino, muito pequenino exemplo, de quem não olha a meios para atingir os fins da propaganda, visando a eternização no poder.
    Como não me revejo em nenhum partido político, terei de votar Contra, pois no voto em branco não confio.

  4. Chico da Tasca, este teu PS não é nada tachista, ora essa!

    O PCP social-democratizou-se, não iria transformar isto numa espécie de URSS, nem pouco mais ou menos.

  5. CM diz:

    Mais rápido acredito no regresso de alguma espécie de fascismo, que na existência de um governo verdadeiramente socialista neste país, este é um país cuja maioria da população está domada pelo poder, alienada das coisas realmente importantes,aliás basta ver o comentário do chico da tasca, para ver a bovinidade que existe neste país, é gente deste tipo que se julgando democrata, dizem barbaridades, não têm absolutamente nada na cabeça, basta ler o comentário para se entender que tipo de “gente” se trata.
    Por isso não acredito nada nestas eleições que estão à porta, isto só la vai com uma revolução, sem cravos, e muito menos sem rosas… mas com espinhos.

  6. Enojado diz:

    Eu também nunca votei nesses merdas, portanto a questão não me diz respeito…
    Que nojo de gente!

  7. LAM diz:

    35 anos que já passaram do 25 de Abril e a esquerda nunca governou.
    Este tem sido um país adiado, refém de PPDs e de PSs. Juntos, separados mas sempre em união de facto. Isto transformou-se num covil de sanguessugas e bandidagem de delito comum em que já não há mais mão.
    Acho um piadão aos Chicos deste país que não se cansam de dizer mal do estado “ao que isto chegou”, dos políticos que “são uns corruptos do caraças”, da “justiça que não funciona”, que isto “só lá vai com cunhas do partido”, que “eles é que se orientam”, mas depois, na altura do voto lá vão botar a cruzinha nos mesmos que são os responsáveis por “esta merda não andar para a frente”. Esquerda? Uii !! nem pensar. Estes já estou habituado a que me lixem. E como é ora PS, ora PSD ando num viradinho. E parece que gostam.
    Cambada de mentecaptos.

  8. Chico da Tasca:

    Em Novembro de 1917 quem ganhou as eleições para a Constituinte na Rússia foi o Partido Socialista Revolucionário, seguido pelo Partido Bolchevique. Os Mencheviques ficaram largos milhões de votos bem abaixo.
    Diga-se de passagem que os SR’s venceram nas áreas rurais, feudais e semi-feudais, depois de se aliarem aos Bolcheviques e fazerem a campanha apoiados no “Decreto da Terra” de Lenine e seus pares.
    Já os Bolcheviques ganharam largamente em todas áreas urbanas e, como tal, operárias.

    Troque os (maus) vinhos pelos livros, se fizer favor.

  9. Se me permitem irei responder uma por uma às questões levantadas pelo nosso grande Vidal, o homem da regisconta.
    Pergunta número um. Os próprios.
    Pergunta número dois a. Então não é, é que isto de contradições não é só com o capitalismo. Pergunta número dois b. Só compro produtos de marca branca.
    E last but not least, pergunta número três. O que a malta quer é que dêm de comer à malta.
    O prémio é meu, Carlos? Passo aí amanhâ para o receber.

  10. José Seabra diz:

    A questão que eu coloco, é como um secretário-geral de um partido tem acesso a dados confidenciais, como são, os nomesme moradas dos pais e encarregados de educação dos alunos de uma escola????
    Será que os escandalo se tenta emendar com outro escandalo????
    Agora o ME e o Conselho Executivo da escola colocam ao serviço do PS ficheiros internos????
    É um fartar de vilanagem!!!
    Com este PS e esta maioria absoluta, estamos quase, quase no 24 de Abril de 74!

  11. Carlos Vidal diz:

    Gosto da coerência das respostas, miguel, sinceramente.
    Entras até em artes de adivinhação: achas que BE e PCP têm medo do que dizes? Com um empurrão, quiçá, a coisa resolvia-se. Gosto da última resposta. Qualquer teórico político sabe que um tirano pode eternizar-se se não for mauzinho de todo, e der de comer à malta. ‘Tá bem, correcto. Quanto ao prémio, se calhar vou mais depressa eu aí do que tu ao sul. Depois aviso.

  12. José Seabra diz:

    Para quem não sabe, a palavra Bolchevique, quer dizer Maioritário, a palavra Menchevique, quer dizer Minoritário.
    Os “Bolcheviques”, são consequencia de uma cisão no Partido Operário Social Democrata Russo, que sobe a direcção de Vladimir Ilich Ulianov, mais tarde vira a fundar o Partido Comunista (bolchevique) da Russia.

  13. Ainda bem que gostaste.
    Não esperava outra coisa.
    Esqueci-me no entanto de referir a última frase, que muito me perturbou, ainda que não me tenha surpreendido, o pequeno grande pormenor do registo. Com que então registas e depois? arquivas? processas? Não sei porquê, há aí qualquer coisa de psssss.
    (aguardo ansiosamente a tua visita à mui nobre e leal, pode ser que o Fernandes, personagem que presumo muito prezas e que eu só conheço de futeboladas e xadrezadas, se dê ao luxo de nos acompanhar numa tainada).

  14. Carlos Vidal diz:

    Ainda bem que achaste intrigante aquela do “registo”, e assinalas a coisa. Sinceramente, gosto de registar e fazer pagar caro os eleitores psssssistas por aquilo que fizeram e proporcionaram ao povo de que fazem parte. Mas, o pior vem a seguir: o que é que eu faço com esses registos? No máximo, olha, ponho peso na consciência dos gajos, quando posso faço-os sentirem-se culpados, envergonhados, humilho-os e corto-lhes os pulsos à primeira oportunidade (esta dos pulsos é à Ricardo Santos, mas se eu pudese fazia-o, claro). Processos, isso é mais habilidade do primeiro-casal. Já devem ir nos treze ou catorze. A única autoridade que eu reconheço, está bem de ver, é de Deus, nunca dos tribunais. Vou por aí breve.

    (Tainada?)

  15. almajecta diz:

    Então michael agora a aventar texto? Força prós divertimentos e pandegas.

Os comentários estão fechados.