A capinha do murcôn

caipirinhaaron_frente

Alguma da direita pensante que por cá temos apresenta uma estranha tolerância aos dislates do Henrique Raposo. Vai daí, anda muito boa gente já a propagandear o lançamento do seu livro “A Caipirinha de Aron”. Este título tem uma cabotina explicação aqui: “Escrevo sentado numa mesa daquele barraco inqualificável onde, certo dia, Raymond Aron teve a coragem de beber uma caipirinha com Nelson Rodrigues.” A coisa promete.
Não se esqueçam: o Henrique Raposo da ignorância arrogante do passado, da boataria prontamente aceite e divulgada como facto, das imagens pindéricas, das ideias marteladas até ficarem com a consistência da plasticina, da ignorância elevada a ponto de vista, da falta de respeito por quem morre em combate por nós, da absoluta carência de sentido de humor, da “Ciência” patrocinada pelas petrolíferas, das “descobertas” que já meio mundo fez há décadas, da cegueira a todas as ideias que vivam fora da sua moleirinha… esta personagem, multifacetada na sua densidade extrema, estará em breve nos escaparates das nossas livrarias. Preparem-se para comprar a prenda perfeita para aquele tio que tanto abominam mas a quem têm mesmo de dar qualquer coisinha.

Auto-gamado daqui

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

10 respostas a A capinha do murcôn

  1. lili diz:

    Um dia destes assustei-me, concordei com ele num post sobre o Sócrates.

  2. terrivel diz:

    Sou de direita e gostava de ter escrito isto. Como é que um mentecapto destes chega aos jornais e ganha respeitabilidade da “direita” da bloga é coisa que um dia ainda hei de perceber.

  3. Enojado diz:

    Mas quem é Henrique Raposo?

  4. PPM diz:

    Acho que és provavelmente o leitor mais fiel do Henrique Raposo, pá.

  5. PPM diz:

    O “terrivel” está enojado?

  6. António Figueira diz:

    O título deste post é muito mais engraçado que o do livro.

  7. TMC diz:

    Até que enfim alguém o disse. Não há ali talento nem pensamento. Parágrafos espirrados com tiques plagiados aos santos JPC e MEC e pouco mais. Bom proveito.

  8. Bom, atendendo ao facto de o 5dias ter dez textos a falar mal do Henrique Raposo, acho que vou comprar o livro. Deve ser excelente.

    Luís, pode perfeitamente discordar das opiniões, mas é francamente pobre classificar o ‘adversário’ como ignorante e fazer uma série de considerações pessoais que nada trazem de interessante para a discussão.

  9. Luis Rainha diz:

    Mas não, Tiago, mas não. Se é o próprio Raposo que escreve «Provocar raiva num esquerdista radical ou num reaço-salazarista é um efeito agradável para quem escreve. Continuem a acusar os toques. Só me fazem um favor. E só me ajudam a acertar a mira», torna-se fácil perceber que lhe estou apenas a fazer a vontade. Se ele até me incluiu, à conta destas ferroadas, no harém dos «meus amores»…

  10. PMA diz:

    de facto, pelo “ódio” q aqui grassa, alguma coisa de bom o livro terá..

Os comentários estão fechados.