Do drama do jantar

Sobre Nuno Ramos de Almeida

TERÇA | Nuno Ramos de Almeida
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

2 respostas a Do drama do jantar

  1. jorge c. diz:

    É lamentável que ninguém comente este post. Nem o Vidal!
    Greenaway é uma espécie de convidado especial do mundo. Ele veio ensinar muita gente a ver teatro, a partir do cinema. Os travellings neste filme são reveladores. Talvez os imbecis que escreveram alarvidades sobre Manoel de Oliveira em Dezembro queiram falar agora.
    Hoje, em Portugal, temos alguém que faz precisamente o contrário. Em The Pillowman, Tiago Guedes (realizador de cinema) mostrou como pode ser uma peça de teatro pode ser esteticamente semelhante a um filme e mesmo assim ser uma obra prima de teatro.

  2. Pingback: Fique por dentro Drama » Blog Archive » cinco dias » Do drama do jantar

Os comentários estão fechados.