20 dias de autocarro pelos EUA

the great american detour

Vanguard producer Lauren Cerre zigzags from Los Angeles to New York on bus, stopping to talk to young Americans about national issues affecting them in the lead up to the election. – 2008/10/30

Este vídeo produzido por Lauren Cerre e Tyler Manson da Current TV tem quase 50 minutos, mas creio que vale a pena ser visto apesar de ter sido publicado no fim de Outubro de 2008. Nele podemos acompanhar a viagem destes dois repórteres num longo percurso de autocarro pelos EUA.
Nas estórias incluídas neste percurso posso salientar o episódio em que visitam uma escola universitária em que os estudantes não têm que pagar propinas e portanto concluem as suas licenciaturas com empréstimos razoáveis.

Espero que apreciem e Boa Páscoa.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , , , , , , . Bookmark the permalink.

3 respostas a 20 dias de autocarro pelos EUA

  1. A propósito de Páscoa e EUA recomendo isto: http://www.nytimes.com/2009/04/08/dining/08port.html?_r=1&scp=1&sq=ironbound%20newark&st=cse

    Viajar nos EUA de autocarro, durante a noite, é uma experiência única. É todo um mundo novo que se conhece, e que passa completamente ao lado de quem se desloca de avião ou carro. De Nova Iorque (de autocarro), o mais longe onde eu cheguei foi a Minneapolis e Saint Paul. O fascinante era cruzar-me nas áreas de serviço das autoestradas, de madrugada, com autocarros vindos da Louisiana ou do Canadá. Todos a pararem na mesma estação de serviço e a comerem nos mesmos McDonalds ou Burger Kings.

    Boa Páscoa paa ti, Zé Nuno (se queres amêndoas e folar, apanha o autocarro para Paris – Eurolines!).

  2. zenuno diz:

    Olá Filipe,

    vou ler esse artigo então. quanto a viajar de autocarro apesar de achar fascinante toda a estória, sofro tipicamente de enjoos em viagens de autocarro quando mais do que um tempo típico de cidade. 🙁

    Essa ideia do eurolines paris seria gira para provar minimamente a ideia, mas como te digo não estou mesmo nada tentado.
    O mais próximo disso que também gosto muito e acho que é também interessante na europa é o viajar de comboio. alguns factores do autocarro permanecem na viagem de comboio e a maior disponibilidade para contar estórias e conversar é uma delas…

    a ver se experimento na minha próxima viagem alguma abordagem que possa gravar para depois publicar.

    Uma Boa Páscoa para ti Filipe, e já agora para todas e todos os que escrevem e lêm o 5dias.

  3. Olá Zé Nuno,
    já tive essa discussão algumas vezes. Para que fique bem claro: é evidente que o comboio é muito mais confortável que o autocarro. O autocarro tem outras vantagens, nomeadamente demora mais tempo. No caso concreto Amesterdão-Paris: o comboio demora quatro horas, sempre durante o dia. Quatro horas perdidas. O autocarro demora sete. Apanha-lo às onze da noite e chegas às seis da manhã. Vais a dormir o tempo todo e poupas uma noite de “hostel”. Estás a ver? É uma discussão interessante para se ter a propósito da alta velocidade (que pode ser um equívoco).
    É claro que ter vivido nos EUA (onde a AmTrak é caríssima e a Greyhoud domina) contribui muito. Mas, uma vez mais, o comboio é muito mais confortável (em Portugal procuro andar de comboio; infelizmente, a extensão da rede é cada vez menor).
    Independentemente disso, viajar na Greyhound é uma experiência sociológica muito interesante.

Os comentários estão fechados.