.

Quanto mais imagens do terramoto são publicadas, mais temo pelas nossas cidades. Com tanto planeamento de engate, fiscal corrupto, construtor de chinelo, técnico de empurrão e artista do imobiliário, o que ficará de pé?

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

6 respostas a .

  1. José Ferreira diz:

    E uma guerrazita na Líbia ??
    Uma é castástrofe natural
    Outra é uma catástrofe hezbollah

  2. José Ferreira diz:

    Tenho a impressão que referi Líbia

    É bem Líbano

  3. Já estou a ver é uma enorme peregrinação a Fátima de Mto Construtor Civil …

  4. Sem sono diz:

    Não compare as cidades italianas com as nossas! Das direitas às esquerdas há um bom gosto conservador que preservou a história, a arquitectura, os modos de vida, etc.
    Em Itália as cidades renovam-se, mantendo a sua identidade.
    Em Lisboa e nas cidades portuguesas há um terramoto “in progress” provocado pelas rendas congeladas há 80 anos, pelo mau gosto de direitas e esquerdas, pelo saloísmo, pela selvajaria, mas esse terramoto permanente não é comparável aos azares dos terramotos mais naturais.

  5. Tiago Mota Saraiva diz:

    José Ferreira, tantos males e tantos exemplos se podiam dar…
    De Puta Madre, não há que preocupar. A culpa morre sempre solteira.
    Sem sono, julgo que questão não deve ser colocada em termos de “bom gosto”. O que aqui está em causa é corrupção, técnica e qualidade da construção.

  6. A minha casa de certeza. O resto, pois…

Os comentários estão fechados.