“professora doutora”

Em Alacant (Alicante), na nossa, tão citada, vizinha Espanha, uma “professora doutora”, em Farmácia, resolveu dar uma palestra sobre (homo/bi)sexualidade. Hilariante? Não. Preocupante!
Teremos exemplares desta “qualidade científica” na universidade portuguesa?

Adenda: um texto de uma aluna de Alacant sobre o assunto

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

3 respostas a “professora doutora”

  1. Os Mitos da Felicidade na heterossexualidade são de uma generosidade fascinante …

    … Ora, n haverá de haver gente assim doutorada em Mitologia … a maior parte das pessoas “trabalha” … Não vive …

  2. Pedro diz:

    Acho que essa ‘doutora’ não chega a homófoba; é só tontinha, vítima de uma ‘enfermedad’, como a própria diz.

  3. A. Correia diz:

    A “adenda” tem um cartaz com um pedido para criminalizar a “homofobia”. Eu não sei o que seja homofobia. O termo está errado. Se se referem a não gostar de homossexuais ou de aspectos seu comportamento, e dizê-lo, não sei em que isso possa ser mais criminalizado do que a misantropia, para a qual nunca foi pedida a prisão.
    Como diz o FNV, gente perigosa.

Os comentários estão fechados.