Busybodysmo

O Nuno farta-se de mandar mails a chamar-me preguiçoso e a dizer que eu tenho mínimos a produzir. Eu, calão, nem respondo, até porque o meu silêncio (sempre estudado, é claro) é agora mais do que compensado por um comentador busybody a quem eu quero prestar a minha homenagem: este post deve pois ser entendido como um comentário aos comentários do comentador Paulo Ribeiro, cujo providencial busybodysmo me deixa passar as noites em paz, simplesmente a ler em vez de ter de me violentar a escrever – o que é um nirvana para um preguiçoso como eu (o Nuno topou-me bem). Com efeito, de 26 de Março p.p. até às 16:18 de hoje, o dinâmico Paulo Ribeiro já escreveu noventa e seis comentários no nosso blog (o que é mais do que todos os bloggers juntos), a todas as horas e sobre todos os temas, mas tendo sempre algo em comum: a defesa da pessoa e da obra governativa do Sr. José Sócrates, dos méritos do Magalhães e das “novas oportunidades” às múltiplas trapalhadas dos múltiplos casos com que o Sr. José Sócrates se acha confrontado. Eu agradeço ao activo comentador o descanso que me proporciona, mas tenho ao mesmo tempo a desagradável sensação de que o dinheiro dos meus impostos anda a ser mal utilizado.

Sobre António Figueira

SEXTA | António Figueira
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

14 Responses to Busybodysmo

  1. Pingback: r. |

Os comentários estão fechados.