Take 1

Como é bestialmente culto e interessante, vai à ópera. Como, apesar de bestialmente culto, é um bocadinho mal educado, chega atrasado. Como tem um sentido cívico peculiar, faz os outros espectadores esperar. Como bebeu imenso chá quando era pequeno, diz que a culpa não foi dele, foi do seu convidado.

Sobre António Figueira

SEXTA | António Figueira
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

5 respostas a Take 1

  1. Camelo no buraco da agulha? diz:

    O bestialmente culto, o sentido peculiar, o imenso chá (não me toques… que posso entornar?) deixam algo a desejar… e fica um não sei quê ‘noir’ (nuar). Que pena!

    Pensamento: Tenho pena de não ter pena (ADDRT-196?)

  2. Pensando bem, relendo as possibilidades, este é o meu preferido.

  3. ezequiel diz:

    🙂 António, sempre arguto.

    cumprimentos, ezequiel

  4. Acho eu diz:

    Em suma, um burgesso.
    Acho eu, não sei.

  5. M. Abrantes diz:

    Vejamos a coisa pelo lado mais positivo: o Sócrates esteve presente mas não subiu ao palco.

Os comentários estão fechados.