Lisboa

Nunca escondi a minha ideologia nem as minhas opções políticas. Aqui no 5dias julgo que isso sempre foi claro e assumido desde o primeiro instante.
Nos próximos tempos estarei envolvido num combate político que considero fundamental para o futuro próximo da cidade de Lisboa, integrando as listas de candidatos da CDU à autarquia. Consequentemente, a minha participação no 5dias será mais espaçada e, por opção pessoal, afastar-se-á dos temas da campanha autárquica em Lisboa.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged . Bookmark the permalink.

11 respostas a Lisboa

  1. Carlos Vidal diz:

    Caríssimo, se achares que sim, afasta-te dos temas lisbonenses (é apenas um local, no fundo), mas não te ponhas a espaçar em demasia a frequência dos posts.
    Há sempre vários tabuleiros para o combate político, e este tem de ser um deles. A seu modo, mas é.

  2. Ricardo Santos Pinto diz:

    Concordo contigo, Tiago. Acho bem que não escrevas sobre Lisboa. O Vital Moreira é que devia seguir o teu exemplo.
    Espaçar os «posts» no «5 Dias» é que não. Se não fosses tu e o Carlos, isso já tinha acabado.

  3. Tiago Mota Saraiva diz:

    Carlos, tentarei… tentarei…
    Ricardo, deixa lá o Vital continuar. Naquele caso é que me parece justo dizer-se que se o Vital parasse aquilo já tinha acabado (aqui não!). Abraços

  4. maria monteiro diz:

    então bom trabalho

  5. j diz:

    Espero que a estratégia da CDU, ao não querer alianças, não venha a contribuir para trazer de novo a direita populista ao governo da câmara.
    Se bem que compreendo o PCP, que nunca se compromete com o poder, pois o seu papel é de oposição.
    Porque, pior que isso, são os que sendo da família ideológica do PS, embora de lá tenham saído, fulanizam os seus objectivos políticos dispersando os votos à esquerda.
    Seria uma desgraça que a aritmética venha a pregar uma partida.

    Já agora, não percebo motivo por que se tem que afastar, aqui, dos temas da campanha…!

  6. Tiago Mota Saraiva diz:

    Obrigado Maria.
    Caro j, é divertido, embora um pouco estafante, estar-se sempre a bater na mesma tecla.
    Sejamos claro, o PS não quer uma coligação de esquerda. O que o PS quer são os votos das pessoas de esquerda. O PS tem mais receio de uma boa votação da CDU, do que da “direita populista” – da qual está ideologicamente muito mais próximo. Veja, por exemplo, quem apoiou Santana na famosa permuta dos terrenos do Parque Mayer.
    Faça-se política e assumam-se as divergências durante a campanha. Não se ande a “politicar” sobre um falso namoro.

    Relativamente à sua última questão diria que é uma posição ética e pessoal que entendi tomar.
    Para a discussão e debate de temas relacionados com as propostas da CDU para Lisboa haverá, certamente, outros espaços na blogosfera para o fazer. Aqui no 5dias, outros companheiros de blogue escreverão sobre tudo o que lhes apetecer, incluindo Lisboa e as eleições, sendo o j livre de os comentar.
    Eu, até às autárquicas, entendo que devo expressar as minhas opiniões sobre Lisboa noutros locais, que não um blogue colectivo sobre política e coisas da vida.

  7. j diz:

    «O que o PS quer são os votos das pessoas de esquerda. O PS tem mais receio de uma boa votação da CDU, do que da “direita populista” – da qual está ideologicamente muito mais próximo.»

    Estou de acordo consigo, mas sejamos práticos…
    Porque se a divisão que se anuncia à esquerda contra o bloco do CDS/PSD levar a que a mera aritmética dos votos permita que Santana ganhe, acho que é bem pior.
    Se bem com o que o PS actual também não vamos longe.
    Como diz o povo, venha o diabo e escolha.

    Mas eu compreendo o PCP, e concordo com o que diz, repito.
    Só me chateia é ter que aturar o Santana de novo, e já estive mais convencido de que não teria hipóteses do que estou hoje.

  8. Paulo Ribeiro diz:

    caro tiago,
    desejo-lhe do fundo da alma o pior dos resultados eleitorais! mas uma coisa é certa, ainda desejo pior resultado à malta do bloco de esquerda e a esses que não são de nada a não ser da sua própria vidinha e que dão pelo nome de santanistas, bem como aos outros popularuchos que…mãezinha. por outro lado, sempre lhe quero dizer, que ao desejar assim que tenha o segundo melhor resultado, no fundo, sonho com a repetição da politica que mais bem fez à minha cidade. por último, seria uma tristeza, uma enorme tristeza, ver gente competente e séria como o rúben de carvalho não ter uma vereação. e esta!?

  9. Tiago Mota Saraiva diz:

    j, compreendo os seus receios.

    Paulo Ribeiro, lá no fundo da alma e retirando-lhe a cegueira militante, vislumbro um sinal de razão.

  10. Pingback: cinco dias » Breves notas sobre o Apelo à Convergência de Esquerda

  11. Pingback: cinco dias

Os comentários estão fechados.