Isto anda tudo ligado

Os mais atentos de entre vós perceberam sem dúvida a agenda escondida de um post publicado aqui há semanas acerca da Madonna: evidentemente, não se tratava apenas, nem sequer sobretudo, de dizer mal da música dela (se fosse, porque não dizer antes mal da música da Céline Dion, que ainda é pior?), nem sequer da persona sexual dela (who cares?), mas de atacar a Madonna enquanto cabalista; por outras palavras, tratou-se de uma cabala anti-cabalista, ou, reduzindo tudo à sua mais simples expressão, de uma cabala anti-cabala. Os mais atentos de entre vós (categoria na qual se incluem várias figuras gradas do elenco governamental e alguns dos seus próximos), já perceberam que a vida pública é governada por campanhas negras, conspirações sinistras e cabalas várias, urdidas necessariamente na sombra; dito de outro modo, que nada é o que parece ser e que, como diz o povo, na sua multissecular sabedoria, isto anda tudo ligado. No dia 26 de Fevereiro de 2009, dia da publicação do já histórico post sobre a Madonna, vários altos dignitários do Estado perceberam logo tudo o que se estava a passar e tudo o que se ia seguir: o escândalo Freeport, o escândalo BPN, o escândalo BPP, e outros escândalos que não posso ainda enumerar. Alguns houve que tomaram logo disposições testamentárias, que a seu tempo serão conhecidas; outros resignaram-se à derrota e à desgraça, outros ainda compraram bilhetes para fora do país e começaram a planear o exílio. The train was set in motion: a cabala anti-cabala, uma vez posta em marcha, fará ruir todas as cabalas em curso (e, talvez, nascer uma cabala nova). Ainda ontem houve sinais; hoje há mais este post (que os mais sagazes há muito tinham previsto).

Sobre António Figueira

SEXTA | António Figueira
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

5 respostas a Isto anda tudo ligado

  1. Eu sei que é numa gralha, mas atenção, não são “altos dignatários do Estado”, mas sim “altos dignitários do Estado”, não vão eles ofender-se e pensar que está a provocá-los.

    Obrigado, já tinham chovido vários telefonemas no mesmo sentido, posso confirmado que já foi reposta a normalidade ortográfica e assim salva a dignidade dos mais altos titulares do Estado.
    AF

  2. Paulo Ribeiro diz:

    oh figueira! és um rapaz d’uma sagacidade brutal! tu sabes que o passado define balísticamente o futuro. sim, tu sabes! no passado recente ouves o stand up do bruno nogueira, no presente repetes, como tua, a piada. cópia a cópia e qualquer dia estamos na coréia do norte. todos irmãos travestidos de uniforme cinzento, bonés de pala e bandeiras vermelhas!

  3. António Figueira diz:

    Paulo Ribeiro,
    Quem, em dois comentários a posts meus (fora os outros), consegue fazer três referências à Coreia do Norte, ganhou o Prémio Sócrates 2009 do debate político. Felicitações sinceras, AF

  4. Paulo Ribeiro diz:

    obrigado meu caro. o meu muito obrigado. e, quão obrigado me sinto a devolver-lhe o Prémio melhor estratégia europeia de 2009: “a luta de classes segundo louçã, contada na primeira pessoa ao PM”.

    dá gosto ler as suas loas à malta com estratégias altamente reflexivas do problema nacional, como essa outra, a da exaltação dos Coelhinhos (com c grande) procriadores. registei, coelhinho que procria… não pode despedir a coelhinha prenhe por coelhinho… ainda que multo giro!

Os comentários estão fechados.