Os filmes precisam de qualquer coisa mais


Ao assistir a este filme – com excelente música e fotografia, como quem diz é uma merda – , vi três anúncios de filmes. Dramáticos. Espectaculares. Tonitruantes. Sobreviverá o cinema a tantos efeitos especiais? A vida será possível de ver, sem bocejos, depois de um festival de fogo de artifício e de pipocas? Tenho que ir ao Gran Torino para me curar.

Sobre Nuno Ramos de Almeida

TERÇA | Nuno Ramos de Almeida
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

24 Responses to Os filmes precisam de qualquer coisa mais

Os comentários estão fechados.