Old loves die hard

Tudo começou aqui; este é o mais recente capítulo:

Sobre António Figueira

SEXTA | António Figueira
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

3 respostas a Old loves die hard

  1. Safa! !!!
    Como é que pode sair alguma história de jeito – pela amostra deste vídeo – que já vi postado umas 10 vezes em sítios supostamente colunáveis????
    Só cheira a livro fraco, com frase fraca, com imaginação penhorada nos vossos post’s … mas estão apaixonados por ele ou quê?? Safa que me vou embora…
    Não divulgam escritores a sério! Ora pois não!! Não os leem! Essa é que é Essa!

  2. lili diz:

    Sabe, De Puta Madre, cpelo que ouvi e li estou de acordo consigo, só esta pobreza de frase: ” As mães têm mais a ver com as guerras do que imaginam”. Será que ele nunca ouviu o Boris Vian a cantar ”Le Desérteur”?

    ”Ma mère a tant souffert
    Elle est dedans sa tombe
    Et se moque des bombes
    Et se moque des vers”

  3. António Figueira diz:

    Caro/a DPM,
    Quanto ao julgamento de valor não tenho nada a dizer, cada um tem o seu, quanto à origem do vídeo, desconhecia que estivesse em “10 sítios supostamente colunáveis”: a mim chegou-me pelo mailing da “Companhia das Letras”, que recebo habitualmente na minha caixa de correio.
    Cumps., AF

Os comentários estão fechados.