Pãezinhos sem sal


Num dia em que milhares de trabalhadores de todo o país se manifestaram em Lisboa, os deputados socialistas ocupam o seu tempo na Assembleia da República com o seguinte;

Projecto de Lei n.º 637/X (PS) – Aprova o Estatuto do Profissional de Enologia.

Projecto de Lei n.º 624/X (PS) – Estabelece normas com vista à redução do teor de sal no pão bem como informação na rotulagem de alimentos embalados destinados ao consumo humano.

Projecto de Resolução n.º 398/X (PS) – Recomenda ao Governo a distribuição gratuita de frutas e legumes nas escolas e outras medidas dirigidas à prevenção e combate à obesidade infantil.

Isto é que é fazer política! – deverá pensar o deputado Miguel Ginestal (PS)

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

13 respostas a Pãezinhos sem sal

  1. Tiago Mota Saraiva diz:

    Antecipo os comentários de zelosos apoiantes deste governo:
    – Sim, a obesidade infantil e o que comemos é importante!
    Mas não parece um pouco irónico que, dois dias depois de um deputado socialista de Viseu ter demonstrado não saber bem o que é fazer política, e no mesmo dia em que vai haver uma enorme manifestação de trabalhadores contra o governo, que os deputados da maioria se preocupem com estas questões?
    Seguindo as mentes eleitas, gostaria de lhes aconselhar uma autora que percebe muito sobre a matéria: Isabel do Carmo!
    Mas não lhe telefonem hoje, ou então vão ter à manif.

  2. Só quer dizer que a contestação não é forte o suficiente para quebrar o status quo. Pelos vistos é preciso vir a mais abjecta miséria para forçar as pessoas a fazer alguma coisa. Que assim seja.

  3. É para leis destas que a direira quer ser eleita.
    E para mandar ao Parlamento Europeu gente fazer figuras como este:
    http://ovalordasideias.blogspot.com/2009/03/o-eurodeputado-queixinhas-e-um-enorme.html

  4. Jeronimo diz:

    Já viu alguma manifestação a favor do Governo (depois de 1975, bem entendido) ? Já ouviu alguma ideia nova ou sugestão de uma manifestação ? O que é que fica para a história, de uma manifestação ? O número de manifestantes. Só. Isso prova que as politicas do Governo estão erradas ? É dificil concluir isso já que com diferentes governos e diferentes politicas as manifestações seguem sempre a mesma cartilha. Então porque se fazem ? Talvez porque há vários milhares de sindicalistas, pagos por todos nós, cuja única actividade é fazer manifestações. Têm que mostrar serviço. Pedir-lhes para inovar e ter ideias é que parece estar totalmente fora de questão.
    É por isso que é mil vezes mais importante habituar as nossas crianças a comer fruta e legumes. Finalmente vejo dinheiro dos nossos impostos bem gasto.

  5. Jeronimo,

    Não é isso que devia ser um comicio? Se calhar o facto de os comicios serem hoje em dia encenações devia dizer algo sobre o que a população acha dos partidos políticos. A não ser que alguém pense que o estado do sistema político português é de tal modo bom que o povo está em êxtase.

  6. Tiago, esses pãezinhos sem sal são uma tortura, há manteiga?

  7. Antónimo diz:

    Eu não sou um zeloso apoiante do Governo, aliás não votei nem vou votar PS, mas a Assambleia não tem de alinhar os agendamentos do plenário com as centrais sindicais. Vá lá que desta vez não andaram a aprovar leis (desconheço o teor do estatuto) para nos tramar. As duas fazem bastante sentido. Por fim, estou com as manifestações de hoje.

  8. Tiago Mota Saraiva diz:

    Morgada de V., acho que vai ser papo seco sem sal.

  9. LAM diz:

    Tiago, irónico não parece nada. Antes pelo contrário. Devem ser das tais medidas destinadas a preencher um item qualquer num próximo comício eleitoral. Entretanto o País não existe nem nada que lá aconteça.
    A não ser que agora alinhe tudo no mote das ironias ao melhor estilo Ferreira Leite.
    Olhe, nem de propósito:

    Morgada, não carece de manteiga. agora há uns óleos modernos. OOps, ah?..os pãezinhos, poish.

  10. Morgada de V. diz:

    LAM:
    Fique lá com os seus óleos e lubrifique esse humor, it leaves me dry (fim de conversa).

  11. LAM diz:

    Como já suspeitava, arrasou-me.
    Podia alegar em minha defesa que era uma coisa assim para fazer pendant com a boca anterior do Tiago sobre ironias e disparates afins. Nem me esforço. De certeza que não colava. Foi pior a emenda que o soneto. Enfim, há dias maus e outros muito piores…

  12. Sejeiro Velho diz:

    Jerónimo
    Não sei se está a ironizar, mas concordo,inteiramente consigo. Os nossos (não sei como são os outros) não passam de profissionais da contestação, sem um mínimo de inovação. Até os “slogans” são os mesmos do pós 25 de Abril.

  13. pcarvalho diz:

    Tou à espera duma manif de apoio ao Governo,de otários que gostam de ser sodomizados e orgulhosos por terem um bando disposto a vender o colectivo aos Madofffs,que sao todos eles

Os comentários estão fechados.