estratégias…

O André Levy resolveu, no texto que colocou on-line ontem sobre a moção do Sócrates, colocar algumas questões sobre a proposta presente nesse documento em torno do acesso ao casamento civil entre pessoas do mesmo sexo.
Ainda que não tenha dúvidas sobre o interesse real do André Levy em torno do combate à homofobia ele levanta essa questão sobre qual será o caminho mais adequado para o combate à homofobia: a discussão sobre o acesso ao casamento entre pessoas do mesmo sexo; ou o combate à homofobia cultural e social presente na sociedade portuguesa no âmbito dos direitos individuais de gays e lésbicas.
A verdade é que, como já referiu anteriormente em inúmeros texto Miguel Vale de Almeida, estes dois estão profundamente interdependentes pois mudança legal e mudança social devem caminhar sempre vezes lado a lado.
Neste momento – estrategicamente – o caminho é o da mudança legal em torno do casamento civil. É uma etapa no combate a homofobia e heterossexismo na sociedade portuguesa. É uma etapa apenas de um trabalho longo do movimento LGBT que continuará para além desta…
Até porque esta discussão como o demonstrou o “prós e contras” está infirmada de uma outra discussão que é o conceito de família e a questão da homoparentalidade. Este sim parece-me ser o ponto desta questão onde mudança legal e mudança cultural mais se cruzam e onde o devaneio homofóbico e heterossexista de alguns será mais evidente.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

3 respostas a estratégias…

  1. rms diz:

    Estamos num país onde o Carnaval é censurado e depois descensurado. Um livro é censurado e depois descensurado. Por culpa da nudez. A nudez, senhores, a coisa mais natural do Mundo, como todos nascemos. Se ainda não estamos confortáveis com o que nós somos, acreditar que já estamos à vontade com o que são os outros é precipitado.

    E sou eu a escrever, que até acho que, quem quiser, deve poder casar-se. Ou unir-se. Ou ovo estrelado, chamem o que quiserem, mas deixem lá as pessoas ser livres.

  2. Raquel diz:

    Pois, toda esta merda nada mais é do que manobras de diversão pacóvias. Os LesboGayBiTrans ainda não perceberam q estão a ser muito bem manipulados. Também não perceberam que quando chegar à altura da verdade as suas causas serão, mais uma vez, cordialmente ignoradas ou remetidas para segundo plano.

Os comentários estão fechados.