Slumdog Millionaire


Gostei do «Slumdog Millionaire». É um filmezinho, embora não tão leve como parece à primeira vista, com uma estoriazinha rebuscada, mas gostei. A companhia ajudou e o cinema também – um daqueles cinemas onde não temos de levar com intervalos, putos irritantes e o massacrante barulho das pipocas.
Quanto ao filme, penso que a India será mais ou menos aquilo. Não só, mas sobretudo. Por isso é que os indianos o criticaram tanto.
Sempre gostei de Danny Boyle. «Trainspotting» foi um dos filmes que mais me marcou e «The Beach» não deixa de ser interessante. No «Slumdog Millionaire», só era escusado um final tão feliz.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

2 respostas a Slumdog Millionaire

  1. patricio diz:

    Já agora se me é permitido, sugiro do mesmo realizador o filme “Sunshine”.

  2. Malvado diz:

    Só para desiludir um pouco, a tal Freida Pinto parece que na vida real foi um pouco ao contrário do filme, ofuscada com a fama abandonou recentemente um namorado de há longa data. O ex-namorado também tem apelido suspeito, Rohan Antao, talvez originário do nosso “Antão”.
    De qualquer forma é bom ver os nossos genes do passado por aí a contribuir para criar belezas destas. Curioso que eu já tinha também lido sobre as origens da Freita na wikipedia porque a achei parecida com a Nelly Furtado, outra luso descendente, facto que me tinha despertado curiosidade e encontrei precisamente aquilo que procurava, uma origem portuguesa, ou talvez latina.

Os comentários estão fechados.