Não é o fim; apenas o princípio

CAA julga entrever nas poucas-vergonhas que cercam as cortes de Sócrates e de Cavaco os primeiros sinais de um “fim de regime”. Mas não; basta olhar para a Madeira para vermos quantas décadas de nepotismo descarado, de pouca vergonha, de impunidade absoluta consegue um eleitorado aguentar. Muitas.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

2 respostas a Não é o fim; apenas o princípio

  1. pcarvalho diz:

    Apoiado.’Aquilho’ é uma cleptocracia!

  2. Longe vá o agoiro, não?

Os comentários estão fechados.