Vamos lá ver se percebi bem

O ministério público investigava, na sequência de uma carta “anónima” de um responsável do CDS local. A procuradora Cândida chamou a si a investigação. O SIS escutava o que se investigava. A procuradora Cândida quer investigar quem revelou aos jornais factos da investigação. O Conselho Superior de Magistratura quer investigar a investigação.
Será que isto não parece demasiado absurdo?

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

6 respostas a Vamos lá ver se percebi bem

  1. Está enganado, Tiago.
    A D. Cândida não quer, nem alguma quis, investigar seja o que for.
    Avocou o processo para fazer o mesmo que fez com o caso da pseudo-licenciatura: safar o gajo e mandar arquivar.
    Só isso.

  2. rita diz:

    A procuradora Candida chamou a si a investigação quando? E antes o que se passava? Andavam a escutar alguém?

  3. Mais do que absurdo, parece-me uma autêntica ‘salsada’ bem ao estilo português.

  4. a.m. diz:

    Conselho Superior da Magistratura?
    Importa-se de justificar a afirmação?
    Ou será que eu perdi algo da actualidade?

  5. Tanta coisa boa para a gente matar cabeça, T.
    Olha, Lê o Homem Sem Qualidades, do R. Musil. Temos que pensar em nós de vez enquando 😉

  6. Tiago Mota Saraiva diz:

    De Puta Madre, pensei que me fosses dizer que se tem de pensar uma vez de cada vez

Os comentários estão fechados.