Ei Vítor Baía!


Num dos primeiros «posts» que fiz por estas bandas, um balanço do ano de 2008, escrevi: «A ferver teria ficado Scolari com a derrota frente aos alemães, se já não tivesse um lugarzinho assegurado no Chelsea, onde, suspeito, não terá grande sorte.»
Parece que não me enganei muito. É que, em Inglaterra, é só mesmo para treinadores a sério. Aquilo não é para seleccionadores, que, como se sabe, são quase sempre treinadores de segunda categoria.
E o meu pequeno problema existencial acabou por ficar rapidamente resolvido.
Os meus coleguinhas e leitores que me desculpem, mas, em relação a este desempregado, não tenho pena nenhuma. E se da outra vez, queria pôr um bonequinho a piscar o olho e enganei-me, desta vez é mesmo um sorriso que quero pôr. 🙂
Sinto-me vingado.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

4 respostas a Ei Vítor Baía!

  1. Carlos Fernandes diz:

    Ora não, com 17 milhões de indemnização no bolso dados pelo Roman A., que pena se pode ter deste desempregado…

  2. Não dou até ao final da época para Scolari ser contratado por uma daquelas selecções perdidas nos meio do deserto, onde os treinadores e jogadores europeus auferem salários ‘zilionários’ e onde acabam por tornar-se reis e senhores do futebol naquelas paragens.

  3. LAM diz:

    O problema do Chelsea vai muito para além de treinadores.
    Scolari foi só mais um a sair pela mesma porta de Mourinho.

  4. “O problema do Chelsea vai muito para além de treinadores.
    Scolari foi só mais um a sair pela mesma porta de Mourinho.”, LAM

    Obviamente.

Os comentários estão fechados.