Uma espécie de pidezeca do Largo do Rato

exame-pexame-p2 

Continuando os comentários de Luís Rainha e Ricardo Santos Pinto, em baixo, a um texto Jugular da jornalista Câncio sobre uma coluna de opinião de Mário Crespo, hoje no JN, afigura-se-me o seguinte:

Quem e o que é que representa ou julga representar a jornalista Câncio no PS? E representa o que representa enquanto «jornalista»? É procuradora-geral dessa agremiação para calar jornalistas dissonantes?
Quem é que esta espécie de pidezeca julga que é para querer silenciar os seus colegas?
Fala e trabalha em nome de quê e de quem? Duma caderneta profissional dada por uma brigada celestial justicialista? Que ética profissional tem uma personagem destas para, com este nível, atacar um texto de OPINIÃO frontal, claramente contrário à situação pantanosa em que vivemos suspensos neste pequeno país? Porque é que esta pessoa quer proibir que se ataque o primeiro-ministro e o seu governo? Ela faz isto no «Diário de Notícias», este execrável exercício de censura, ou só faz isto no blogue Jugular que comanda como um rebanho? Que diz Mário Crespo para choque da jornalista Câncio? Leia-se outra vez o texto corajoso de Mário Crespo, sff. E atenção que é uma coluna de OPINIÃO! Que a jornalista Câncio gostaria de calar.

Ler uma, duas e três vezes, se possível. Tantas quantas as vezes que aqui, no 5dias, o comentámos.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

19 Responses to Uma espécie de pidezeca do Largo do Rato

Os comentários estão fechados.