Jornal de Notícias (actualizado)

No abrupto, Pacheco Pereira,  tem desancado no JN que, olimpicamente, tem ignorado o caso Freeport. Os da Câmara Corporativa lançam-se imediatamente em defesa do “maior jornal português”. Até que há um artigo que foge ao controlo e investe… Fujam daí corporativos!

P.S. – Petição “Não calem o JN”, por sugestão de um comentador

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

8 respostas a Jornal de Notícias (actualizado)

  1. LAM diz:

    Aquilo anda mal e tudo a piar fininho. Aliás:
    http://www.petitiononline.com/pelojn/petition.html

  2. J. Bravo diz:

    O JN tem dos melhores comentários da imprensa escrita.

    Por exemplo este de ontem: MUITO BOM! Leiam pf.

    A MORAL DA HISTÓRIA

    João Pedroso teve os seus 15 minutos de glória mediática no processo Casa Pia ao lado do irmão Paulo, colega da ministra da Educação no ISCTE.

    Pelos vistos tomou-lhe o gosto, e volta agora à ribalta depois de contratar e cobrar por duas vezes o mesmo serviço ao Ministério da ministra. Tratava-se de fazer um apanhado das leis sobre Educação, coisa complicada de mais para os juristas do Ministério. Da primeira vez, cobrou e não fez o trabalho.

    O Ministério, magnânimo (afinal o dinheiro não é seu, é dos contribuintes), encomendou-lho… de novo. E de novo lho pagou. E Pedroso de novo o não concluiu.

    Aí, o Ministério, em vez de, como é normal, lhe encomendar e pagar o serviço uma terceira vez, decidiu enfim rescindir o contrato. Só que Pedroso já embolsara 287 980 euros. Devolveu-os? Não. Devolverá… metade. A prestações.

    Entretanto, a Universidade de Coimbra lembrou-se de repente de que Pedroso tinha subscrito consigo um contrato (outro) de exclusividade… Está em curso o usual inquérito, mas não há-de ser nada. Histórias destas, em Portugal, acabam sempre bem, com o herói a casar com a rapariga.

    Manuel António Pina, JN, 30 de Janeiro 2009

  3. À direcção do JN, depois do vergonhoso comportamento rastejante ante o poder socretino que tem vindo a seguir no caso Freeport, só resta um caminho: a porta da rua, por indecente e má figura.
    Trata-se de gente indigna de pertencer à classe jornalística.
    O sindicato não terá nada a dizer? Vai continuar calado como um rato?

  4. xatoo diz:

    “mesmo inocente Sócrates vai ter de se demitir” diz o Baldaia
    Obviamente o PSD aproveita; e a resposta adequada seria o não comparecimento às urnas – uma abstenção de 60% era capaz de abanar o sistema

  5. Tiago Mota Saraiva diz:

    Bué da Fixe, não sei se lhe chega, mas aqui fica:
    http://www.jornalistas.online.pt/noticia.asp?id=7122&idselect=87&idCanal=87&p=0

  6. Tiago Mota Saraiva diz:

    xatoo, já foram tantas as vezes em que concordámos…
    Não concordo com o que dizes. O aumento da abstenção só serve a situação.

  7. xatoo diz:

    pronto. Fazemos a abstenção roçar os 80%
    ficaria tudo na mesma?

  8. Tiago, depois da casa arrombada, trancas à porta…
    Esses trabalhadores ameaçados só agora viram que o caminho que o DN e o JN estavam a seguir, rastejando ante o poder socretino, só podia levar a isso?

Os comentários estão fechados.