SERIOUS FRAUD OFFICE

ATENÇÃO:
Como diz a “Visão” de ontém, a Procuradoria-Geral da República e o DCIAP – investigador do Caso Freeport, como se sabe – confirmaram a recepção de uma carta rogatória da polícia inglesa que, como noticia essa edição de 29/1, referencia o primeiro-ministro, José Sócrates, num lote de suspeitos de terem «solicitado, recebido ou facilitado pagamentos» no âmbito do licenciamento do outlet de Alcochete em 2002. Portanto, há investigações neste sentido e nestes termos. Não há arguidos.
Ficamos ainda a saber no mesmo texto, que a carta não tem origem exactamente na polícia inglesa (genericamente falando, apesar de podermos falar nesses termos) mas no organismo governamental inglês que investiga a corrupção mais grave e complexa: o SERIOUS FRAUD OFFICE, cujo director é nomeado pelo Procurador-Geral, que, por sua vez, é nomeado pelo primeiro-ministro britânico (o Serious Fraud Office não actua na Escócia, de resto cabe-lhe todo o Reuno Unido).
Voltamos ao assunto apenas para dizer que se há uma “CAMPANHA NEGRA” contra o primeiro-ministro de Portugal, ela tem origem, só pode ter origem neste organismo governamental inglês: o SERIOUS FRAUD OFFICE. É só para esclarecer a fonte da actual “campanha negra”.
Consultar:
http://aeiou.visao.pt/Actualidade/Portugal/Pages/freeport_socrates_suspeito.aspx
O site do SERIOUS FRAUD OFFICE:
http://www.sfo.gov.uk/about/about.asp
ADENDA (16:14): O comentador Luís Moreira desmente tudo-tudo o que afirmei. Mas eu só quero uma resposta a esta pergunta (da parte de Luís Moreira ou de outra pessoa que queira esclarecer-me): a carta inglesa ontém noticiada, veio ou não do Serious Fraud Office? Não quero saber mais nada por agora.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

32 respostas a SERIOUS FRAUD OFFICE

  1. Camelo no buraco da agulha? diz:

    C. Vidal está a fazer-se de desentendedor, pois está?
    Não precisa de ver a campanha negra na Inglaterra, pois não?
    Acha que foi isso que o PM disse?
    Acha que é isso que (muitos de) nós entendemos?
    Acha que há fugas ao segredo de justiça?
    Na Inglaterra?

    Veja também:

    The 3 Arguidos
    http://www.the3arguidos.net/forum/

    FREEPORT SCANDAL FINALLY HITS UK PAPERS
    http://www.the3arguidos.net/forum/viewtopic.php?f=43&t=28158 Page 1 of 1

    ——————————————————————————–
    Author: sherlock [ Thu Jan 29, 2009 1:41 pm ]
    Post subject: FREEPORT SCANDAL FINALLY HITS UK PAPERS

    ——————————————————————————–
    Whilst Martin Brunt and sky and all the British MCPAPERS and even 3A,S are concentrating or rather deflecting onto the accounts -The INDI ,accorrding to JM.S blog is leading with the freeport scandal and socrates alleged involvment in it-IMO this is the most encouraging news-socrates and gordon browns deals will emerge and all eyes will turn to where they should be -looking into why the MACS where able to call in favours.

  2. Luis Moreira diz:

    É falso ,Carlos Vidal!A procuradora ontem disse que essas palavras eram palavras da polícia portuguesa e repetidas,na resposta, pela polícia inglesa.Ponha os links que quiser, dê a importância que quiser à polícia inglesa que não distorce as palavras da procuradora.Há quem ataque a procuradora pelo que ela disse, isso eu entendo, agora distorcer as suas palavras é que não é permitido.Abra a mente, e vá por essa blogosfera fora e verá que há muito onde estão transcritas as palavras da procuradora.

  3. O Ministério Público, que em Portugal investiga o caso é liderado pelo Procurador Geral da República, nomeado pelo Presidente da República por indicação do Governo (de Sócrates, neste caso). Assim como o director da PJ.

  4. Carlos Vidal diz:

    O que é que é falso, Luís Moreira??

    Responda-me só a uma pergunta:
    É falso que a carta veio do Serious Fraud Office??

    Não tenho mais nada a dizer.

  5. Ricardo Santos Pinto diz:

    Aos que defendem que José Sócrates não está minimamente envolvido neste caso e que a PGR faz muito bem, se é que é verdade, em não investigar o senhor:
    Também acreditam que, no caso Portucale, só para dar um exemplo, toda a gente estava limpinha? Que ninguém do CDS cometeu a mínima ilegalidade? Que Jacinto Leite Capelo Rego existe mesmo?
    Pelo menos, a Justiça acredita.

  6. Camelo no buraco da agulha? diz:

    N.Santos
    E depois? Há regras? Há dependências? PR é o último!
    Lembra-se dum anterior director da PJ? Gostou?

  7. Camelo no buraco da agulha? diz:

    Post subject: Re: Freeport Main Discussion
    ThreadPosted: Tue Jan 27, 2009 6:03 am

    Thanks for this, IMHO, this Freeport case could turn out to be the crux of the Govermental intereference, a sort of you scratch my back, I’ll scratch yours.

    Yes, a lot of things going on in the Freeport case, and it does make you wonder who exactly is behind the Freeport project.

    “Whenever you have eliminated the impossible, whatever remains, however improbable, must be the truth”

    http://www.the3arguidos.net/forum/viewtopic.php?f=43&t=28069

  8. Já reparei que não queres saber mais nada…

  9. Camelo no buraco da agulha? diz:

    Será que isto ajuda?

    Post subject: Freeport is about to burst… Joana Morais 19 Nov.
    Posted: Wed Nov 19, 2008 9:11 am

    Anglo-Portuguese meeting at highest level over corruption case

    The licensing of the British Freeport chain in Alcochete when Sócrates was a minister, prompted an Anglo-Portuguese meeting. Portugal demands data from bank transfers and the English promised to send everything

    by Carlos Tomás and Rute Coelho

    The “heavyweights” from Portuguese Justice – the Public Ministry and the Polícia Judiciária – held a meeting in The Hague, in Holland, yesterday, with their British counterparts, at Eurojust (European Unit for Judiciary Cooperation) headquarters. The purpose was to exchange information about the controversial case of the licensing of Freeport, in 2002, in Alcochete, at a time when Sócrates was the Minister of Environment.

    24Horas knows that the Portuguese authorities asked their British counterparts to accelerate the fulfillment of a rogatory letter that is dated from 2005. That letter requested data that was considered to be important and that may be related to the suspicion of payment of millionaire bribes for the licensing of the enterprise, namely transfers to British banks and offshore companies.

    But three years have gone by and England has not sent said data. It only partially complied with what was requested in the letter, according to what we could establish from a judicial source.

    Yesterday’s meeting was useful to remind the British of the fact that judicial deadlines in Portugal are not similar to British ones. And that for that reason, Portugal has an utmost urgency in the sending of that data.

    The British authorities have compromised themselves at the highest level to send all the information about money transfers to British banks and offshore companies.

    In the meeting, the Portuguese side was represented by Pedro do Carmo, joint director of the Polícia Judiciária, Cândida Almeida, the director of DCIAP (Central Department for Penal Investigation and Action), José Moreira da Silva, the PJ director who is responsible for economical and financial crime, and two investigators that were connected to the Freeport process. The British side was represented by a prosecutor from the Fraud Combat Department and two other investigators.

    “The meeting went very well. There was full cooperation and the British police entities committed to solve the situation rapidly”, Cândida Almeida told 24Horas. Nevertheless, the head of DCIAP declined to speak about what happened during the meeting.

    Cooperation to be maintained

    Lopes da Mota, the Portuguese prosecutor who presides over Eurojust, where the meeting took place, had a similar attitude. “I cannot make any comments about what we discussed inside”, he said.

    Johannes Tuy, an assessor to Eurojust, advanced that “the cooperation work between the British and the Portuguese authorities in the Freeport case will continue.” Tuy confirmed that “there is the possibility of a mixed Anglo-Portuguese team being created to investigate the Freeport case”. Portugal and England can request Eurojust to create this mixed team, he said. Pedro do Carmo, a joint PJ director, refused to comment on the meeting.

    Facts

    Meetings – Yesterday’s meeting also resulted in the possibility of further meetings taking place between the British and the Portuguese authorities over the Freeport case. No specific dates have been scheduled yet.

    Sócrates – He was the Environment Minister when Freeport was licensed, in 2002. On the eve of a legislative election, news connected the licensing of the project to José Sócrates. The Attorney General denied any involvement.

    source: 24 Horas, 18.11.2008

    by astro

    http://joana-morais.blogspot.com/

  10. kir diz:

    Fodasse …mas o que é que interessa de onde veio a carta…se fosse um happy new year também era importante?
    O que importa é o que vem escrito, e neste caso porque é que vem escrito da maneira que vem, a procuradora disse que são os termos exactos de uma carta porgatória (ou como é que aquela merda se chama) que foi enviada de portugal e que eles repescaram porque entretanto cruzaram investigações, isto é assim tão dificil de perceber…aqui o que é falso (até ver) são as suas insinuações!!

  11. O Luís Moreira manda dizer que, de momento, está ocupado com a sua constituinte Candinha e não pode responder.
    Talvez na próxima incarnação, admite.

  12. rms diz:

    Eu aceito tudo… mas por qu~e escrever duas vezes “ontém”?

  13. Camelo no buraco da agulha? diz:

    Enquanto esperamos…

    Some further info from Joana Morais site:

    Freeport Case with Polemical Wiretaps

    English inform PJ and Public Ministry

    Some of the relevant information in the Freeport investigation was obtained in England through administrative wiretaps, that is, allegedly made without the authorizations of a judge or of the British Secret Service.

    This will be one of the issues addressed in tomorrow’s meeting in Haia, the headquarters for Eurojust (EU Judiciary Cooperation), between the British and Portuguese police delegations and between British and Portuguese magistrates.

    In Portugal, administrative wiretaps are not authorized. From Portugal, the attendees will be Cândida Almeida, from the Public Ministry, and Pedro Carmo and Moreira da Silva, both from PJ. The meeting was promoted by Eurojust after the English found money from the business in offshore companies based in that country.

    The objective now is to formally exchange the available information, in order to understand if there was, or not, a payoff – estimated at €4 million – for the construction license for Freeport, in Alcochete, approved by the prior Council of Ministers for António Guterres when José Sócrates (current PM) was the secretary of state of the Environment.

    by Eduardo Dâmaso/Tânia Laranjo

    Source: Correio da Manhã
    ………………………………….

    Related information:

    Paulo Rebelo & the Freeport Connection

    He was also in charge of a recent investigation about a leak of information from the “Freeport case”, when documents from a corruption investigation were sent to the Press and published the day before the last Parliament elections in Portugal. Those documents allegedly showed a connection between the case and the leader of Socialist Party, José Sócrates, now Prime-Minister. A PJ inspector was accused and later sentenced to eight months in prison (suspended sentence) for making copies of confidential documents and giving it to journalists.

    http://www.the3arguidos.net/forum/viewtopic.php?f=43&t=25802

  14. almajecta diz:

    Carlos tu que tens ouvido total, vai de novo ver e ouvir o video da mini conferência. Ouve-se então o seguinte: ” a única autoridade “. Fiquei sem saber se única se escreve com acento agudo ou grave. Com certeza com lápis negro nas pálpebras inferiores. É uma ganda bacana.

  15. Luis Moreira diz:

    Carlos e Bué, o que eu digo é que aqueles termos são originalmente da polícia portuguesa.Exemplo.Eu sou o PR: Oh! Dr. portas, é verdade que o senhor e os seus apaniguados ministros estão a deitar abaixo sobreiros,receber dinheiro no partido e afundar submarinos?Resposta.Queira saber,Sr.PR, que deitar abaixo sobreiros,receber dinheiro no partido e afundar submarinos não são tarefas a que os meus apaniguados ,agora ministros,se dediquem.Quer V.Exª que aprofunde a questão?Atentamente.
    Acha que seria o Dr. Portas que estava a levantar a questão?

  16. Luis Moreira diz:

    Ricardo, eu não digo que toda a gente está limpinha, o que eu digo é que os jornais não são tribunais.Têm obrigação de fazer o trabalho de investigação(o que você está a fazer ) mas não se podem tirar conclusões.É ‘óbvio que para mal dos meus pecados, morro de gozo por ver o Paulinho das feiras ser queimado na fogueira que ele próprio acendeu, enquanto jornalista, mas não posso dizer que ele é culpado.Se não for assim, o Estado de Direito perde um dos seus mais sublimes principios.Todos são inocentes até prova em contrário!

  17. Sempre gostava de saber como é que um gajo com dois dedos de testa pode tentar defender o Sócrates com o argumento de que o Portas fez igual ou pior.
    É do camandro!

  18. Luis Moreira diz:

    Bué, eu estou a defender quem? estou só a mostra-lhe que as expressões da carta rogatória (…facilitar pagamentos…) não têm origem na polícia inglesa! E olhe que não é preciso ter dois dedos de testa para perceber isto! E, já agora, parece que há aqui um texto no 5 dias que está a incendiar a blogosfera.Já leu?

  19. Quem é que gostava de ter um TiÚ Júliú?

  20. Bué da Fixe, então a nossa Senhora de Fátima já o benzeu? Continue, continue que ainda consegue …

  21. Carlos Vidal diz:

    Luís Moreira, por aqui me vou ficar quanto ao papel do Serious Fraud Office: você acha que um organismo desses, habituado com a mais complexa e intrincada criminalidade e corrupção do Reino Unido, e sobretudo Inglaterra, responde pela Polícia portuguesa, obedece só ás instruções da Polícia portuguesa, obedece só à Procuradoria portuguesa e apenas à Judiciária ?? Acha isso, somente isso? – então estamos CONVERSADOS, pois não tenho paciência para tanto disparate. Portugal forneceu dados às autoridades inglesas, seja! mas estas têm a sua investigação. Se me quer dizer que este Serious Fraud Office trabalha segundo “ordens” da Polícia portuguesa ou autoridades portuguesas, insista nessa tese, mas não aqui. É tudo!

    Já agora, se quiser ser simpático, qual é o texto do 5dias que está a incendiar a blogosfera? É que eu estive a ouvir a Maria João Pires (não a treta JUGULAR com o mesmo nome, claro), e cheguei agora. Nada sei do que fala.
    Mas não me repita que o Serious Fraud apenas faz o que mandam as autoridades portuguesas !!!

  22. eh ehe heh os ingleses mandaram-nos a lei dos gajos y não o acordado pela UE eh eeh Só pode ser esse o textinho, CV. Vai lá ao meu blog ver quando vale a rainha dos gajos por um artista da praça deles … vá lá rapaz … n te esqueças que fica bem não esborrachar o inimigo quando este está quebrado 😉 a gente tem mais oportunidade para lhe bater quando ele anda todo fresco …. vai por mim 😉

  23. Caríssima De Puta, não só a Senhora de Fátima já me benzeu como fiz as pívias que V. me aconselhou. Agora só falta o bico que V. me prometeu e em que me dizem ser especialista. Fico, portanto, à espera da marcação.

  24. almajecta diz:

    E estáva a tocar com as Mãos? E o corpo e a imagem gestual ?
    Há muito fez um seguro de mãos por vias das construções e lutas fratricidas.
    Por cá, continua sempre a mesma leitura dedicada á expressão da liberdade em Antero e os vencidos da vida mais o estudo do chinês.

  25. Carlos Vidal diz:

    Ó Grande Alma, liberta o Antero destes piolhos que o PS lhe quer pegar. Os tipos do Rato chegam a ver em Antero o seu antecessor e substituíram há muito, nas suas sedes, o retrato de Marx pelo de Antero. Se conseguires libertar o Antero, o grande Antero, desta malta, é um serviço inadiável, Grande Alma.
    A João Pires está no auge das suas faculdades: foi um belíssimo concerto melancólico e fúnebre, que, como o título indicava, terminou com a última obra escrita pelo Chopin, uma belíssima Mazurka antes de tudo se apagar.
    Ó Grande Alma, e na horta como vão as coisas hoje?

  26. Ò Buézinholo “Agora só falta o bico que V. me prometeu e em que me dizem ser especialista. Fico, portanto, à espera da marcação.” ???Sonhas muito…
    … deve ser o efeito de fazeres gargarejos com a menstruação de sua mãe

  27. Y cá pra mim és o RogériA, ò Bué!

  28. Carlos Vidal diz:

    Bué da Fixe, vou citar uma frase sua que subscrevo inteiramente:
    «Sempre gostava de saber como é que um gajo com dois dedos de testa pode tentar defender o Sócrates com o argumento de que o Portas fez igual ou pior.»
    Defender Sócrates apenas com o argumento de que Portas fez pior é inenarrável.
    Politicamente coloco Sócrates ao nível de Ferreira Leite ou Portas. Aí não há mal menor. Politicamente, repugnam-me todos eles. Quanto ao caso Freeport também tenho uma opinião, mas não posso revelá-la. O que eu penso é o que eu penso, o que o tribunal decidir é o que o tribunal decidir, e assim sucessivamente. Isto para lhe dizer que estou mais próximo daquilo que você escreveu do que da De Puta Madre (que ainda não percebi nem percebo onde quer chegar). Mas, recomendo aos dois moderação, senão tenho de usar o SPAM, caramba. Ou é o próprio equipamento desta coisa que faz activar o SPAM, não sei nada disto.
    Saúde.
    CV

  29. Pingback: cinco dias » Cavaco Silva e duas questões

  30. CV: Eu sempre tive n Horizonte O cenário “Assunto de Estado”, ou seja, gostar ou n do Socras é coisa q n interessa para esta questão.

Os comentários estão fechados.