Já se percebeu: não vai acontecer nada


Ouvi muito por alto as entrevistas de ontem da procuradora Cândida Almeida. E fiquei ainda mais convencido de que, como é costume neste país, só os pobres é que roubam, só os pobres é que sofrem realmente a mão pesada da Justiça.
Retive, no meio de um jantar com um portugês, um inglês (ainda lhe meti uma «cunha» relativa à Polícia inglesa, mas ele não tem conhecimentos lá), e uma polaca, algumas pérolas:
– o tio de José Sócrates é suspeito de ter recebido contrapartidas pela aprovação do Freeport. Mas o próprio José Sócrates não. Quem era o Ministro, o tio ou o sobrinho?
– não se pode dizer onde está o primo de José Sócrates, senão ele pode fugir. Mas se já está localizado, pode fugir na mesma, digo eu. É, portanto, suspeito. Mas José Sócrates não. Qual dos dois primos era o Ministro?
– a desconfiança da Polícia inglesa em relação a José Sócrates foi originada pela queixa anónima de 2005, mesmo a própria expressão que consta da carta rogatória. Não há, então, elementos novos. Mas então e o DVD? E o e-mail? E as offshores? E a reunião de Haia?
Por último, a procuradora Cândida Almeida acabou por dizer que o que se tenta saber é se o licenciamento do Freeport e a alteração da ZPE do Estuário do Tejo tiveram contrapartidas em dinheiro ou bens. Ou seja, relaciona claramente a alteração da ZPE com o licenciamento do Freeport, algo que José Sócrates tem desmentido.
Como dizia antes o Francisco Santos, tudo vai depender da Polícia inglesa. Porque das autoridades portuguesas, já sabemos com o que contar.
E depois há o caso Maddie…
(não tenhais grandes esperanças, «camaradas»)

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

7 respostas a Já se percebeu: não vai acontecer nada

  1. Recomendo o Post do xatoo do dia 26 de Janeiro … 😉 dps falamos

  2. observateur diz:

    Candida Pinto – E as contas das sociedades offshore do tio do PM, também estão a ser investigadas?

    Procuradora C.A. – (pausa, com ar de totó) …eu acho que não… então…o senhor é português…essas offshore são no estrangeiro… acho que não tem nada a ver uma coisa com a outra…

    Tão cândida 🙂

  3. Ricardo Santos Pinto diz:

    Ó De Puta Madre, que a família real britânica tinha investimentos no Freeport já todos sabemos – veio na investigação do «Sol». Não é novidade.

  4. socialista envergonhado diz:

    Como Portugal é um país de “saudosistas” estamos perante o “caso do fax revisitado”…Lembre-se que entã o PGR “salvou” o Soares, o Soares “salvou” o Melancia e o Ministério Público “salvou” o País! Quando apurou não existirem corruptos. Só corruptores…mas o Director da Grande Reportagem e autor do “Polvo”, Joaquim Vieira, apanhou por tabela, pelo atrevimento, e foi para a rua!

  5. Raquel diz:

    Os senhores ainda não perceberam o essencial.
    Já não faz diferença se “acontece” ou não alguma coisa.
    Já aconteceu. Se o PM se safar desta, inocente ou não (pouco importa), a ideia de que se safou impune pode ser mais nefasta do que um qualquer processo criminal.

    Vocês ainda não perceberam: o mal já está feito! Devo confessar que não me parece que o Socrátes seja culpado. Também não acredito numa conspiração.

  6. atom diz:

    A grande coligação… o Bolsa na Mão, o Mete Medo, o Peixeiro Pereira, o BE, o CDS e o PSD.

  7. RSP
    Os corruptores arrependidos …

Os comentários estão fechados.