Já se percebeu: não vai acontecer nada (ou irá?)

Como disse antes, é difícil que aconteça alguma coisa. A PGR está sempre do lado dos poderosos e os políticos, com a excepção de Paulo Pedroso, nunca são tocados, nem ao de leve.
Para além disso, o processo está nas mãos da procuradora Cândida Almeida e não me parece que ela seja muito temerária. Como se diz aqui pelo Porto, e com todo o respeito pela senhora, quem tem cu tem medo.
Por outro lado, a Polícia inglesa precisa de pagar favores. As autoridades portuguesas protegeram os senhores McCann e, agora, está na hora das autoridades britânicas retribuirem.
A menos que esteja completamente enganado. Porque, como já se percebeu por diversas vezes, o que é verdade para a PGR hoje pode já não o ser amanhã.
Fica só um exemplo:

28 de Novembro de 2002 – PGR: «Nenhum indício, nenhuma prova ou investigação. (…) Não há absolutamente nada que possa fazer pairar qualquer suspeita sobre essa pessoa» [Carlos Cruz]
31 de Janeiro de 2003 – Carlos Cruz detido.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

9 respostas a Já se percebeu: não vai acontecer nada (ou irá?)

  1. rms diz:

    Nós aqui no Porto dizemos coisas fantásticas… Já agora, enquanto estamos todos “j’accusar” – diz a Fernanda Câncio no DN de hoje – o nosso primeiro, ontem foi aprovado só pelo PS o OE rectificativo. Alguém viu/sabe/quer saber alguma coisa sobre isso?

  2. Sherlock Holmes diz:

    “Once you eliminate the impossible, whatever remains, no matter how improbable, must be the truth!” Sir Arthur Conan Doyle in Shelock Holmes

  3. socialista envergonhado diz:

    É Óbvio que não, Dr. Watson:
    “Once you eliminate the impossible, whatever remains, no matter how improbable, must be the truth!
    Sherlock Holmes (Sir Arthur C. Doyle)

  4. jlcr diz:

    É interessante a sua opinião sr. RSP. Muito agradável verificar o quanto o sr já sabe das culpas do Sócrates. Nem percebo para quê investigar? Basta perguntar ao sr RSP. Aliás, a justiça acabava com tudo o que são processos atrasados de uma penada. Bastava contratar o sr RSP e ele decidia quem era e não era culpado em três penadas.
    Falta só acrescentar que o sr RSP iria, certamente,considerar como indícios mais acusatórios, os que identificassem quem era do PS ou do PSD.
    Ora tenha juízo.

  5. Um farto diz:

    Claro que não vai dar em nada.
    Aliás no caso casa pia, a matéria que serviu para pronunciar “os outros” foi exactamente a mesma que serviu para despronunciar “O politico”.

    Tudo como dantes, Quartel General em Abrantes.

  6. Luis Moreira diz:

    Ricardo, com a amizade que lhe tenho,embora não o conheça pessoalmente, o que eu defendo, é que enquanto tivermos esta baixeza de procedimentos os casos gravíssimos como o da Casa Pia morrerão sempre dentro de uma qualquer gaveta.Porque o que aparece nos jornais tem a ver com fontes anónimas,cartas anónimas,centrais organizadas de informação dentro das estruturas da administração pública, que escolhem o que dar de beber à Comunicação Social e o que deve estar para sempre enterrado.E já ninguem tem razão.O PS hoje lamenta-se deste estado de coisas mas já fez o mesmo a muita gente inocente.Por isso lhe digo, qualquer pessoa que ascenda a um lugar visivel poderá se enlameado.É preciso saber quem é esta gente cobarde que está na sombra há muitos anos,intocável, e respondsabilizá-la pelos crime que comete a coberto da cobardia do anonimato.Se têm razão mostrem a cara! E se as “notícias” se revelarem falsas é preciso que os jornalistas paguem os estragos das mentiras que propagaram! O pior de tudo é a degradação da Democracia e do Estado de Direito!

  7. Luis Moreira diz:

    Já agora o caso Madie.Os jornais ingleses que noticiaram o envolvimento dos pais no desaparecimento da criança já pagaram 600 000 Euros de indemnização.E aqui ? Nem acções nos tribunais existem, é que todos sabem que não vale a pena. Poder Judicial/Jornalismo são a face da mesma moeda.Sem um não existe o outro.E Justiça que envia fugas de informação para os jornais…perdemos todos, só ganham os poderosos e as corporações que há dezenas de anos vivem à nossa custa!

  8. Bem, parece que o Socras tem opção de escolha: uma jaula tuga ou outra inglesa … é só decores

  9. Vi agora a cara de abjecto gozo do Cavaco: Meus D/deus a filha da putice anda à solta y não são os dois tostões.
    Vá emburreção mais, continuem … vão ficar mta bem na foto … Como se diz na terceira cérebros Porra-Tonta.

Os comentários estão fechados.