As intenções obscuras da Polícia inglesa

br
Ficámos a saber pela conferência de imprensa de J Sócrates (e eu não consigo ver um discurso do citado, nem uma sua participação pública até ao fim, por razões ligadas à minha integridade física) que:
– Já não é a primeira vez que ele é sujeito a esta campanha de insídias (logo, o homem é perseguido pelos ingleses desde há pelo menos 4 anos)
– Que, num momento da conferência, ele parece sugerir que não há nenhuma carta inglesa («como é que sabe?», pergunta ao jornalista)
– Mas que, afinal, existe carta, só que vem legitimada por uma denúncia anónima (logo, em Inglaterra, o reformador J Sócrates tem inimigos desde há muito, repito – até porque é lá que se desenrolarão as próximas legislativas portuguesas; e é prática inglesa trabalhar a partir de insídias anónimas)
– Que a Polícia inglesa tem intenções obscuras nesta investigação e funciona à base da calúnia sobre pessoas honestas, e não recua no seu obscurantismo nem perante primeiros-ministros de outros estados
– Não vi, contudo, se algum jornalista perguntou a J Sócrates o que é que a Rainha de Inglaterra e a sua Polícia terão contra ele para lhe lançarem esta campanha destrutiva e qual a relação entre a Casa Real britânica e o PCP, o BE e o PSD (mas todos sabemos que essas relações são claríssimas)
– Algum jornalista lhe perguntou porque é que Inglaterra persegue o homem de forma tão acirrada?
– Quem não sabe, deveria saber: a Polícia inglesa controla os media portugueses e condiciona as notícias que estes devem veicular – a OPA da Polícia inglesa sobre os jornais portugueses está consumada. Estes são INGLESES!!
CONCLUSÃO: olhando para o homem da fotografia, está tudo dito!
Quem não percebe isto, olhe outra vez!
VEJA-SE A IMAGEM DESTES POLÍCIAS: SEM VERGONHA, A INSÍDIA É A SUA DIVISA PRINCIPAL (está na lapela do homem da foto)

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

38 respostas a As intenções obscuras da Polícia inglesa

  1. CV sofres do complexo Sócrates, estou mesmo a ver…

  2. A ideia chave da conferência é: «campanha negra»
    Sócrates numa clara atitude (topem o tracadilho) xenófoba acusa os negros de o estarem a tramar.
    Num altura em que os USA têm um presidente meio-negro, adapto a frase de outro presidente democrata para afirmar o seguinte:
    – Somos todos negros

  3. m diz:

    oh , então não sabe ? o príncipe Carlos ficou muito , muito chateado porque lhe foi tirado o título de gentleman melhor vestido. E resolveu vingar-se para calar a boca à Camila.

  4. Jerónimo diz:

    Vc acusa Sócrates de escroque e mentiroso, mas em cada dez comentários mente em doze.
    A Inglaterra persegue o homem de forma tão acirrada ?

  5. Marta diz:

    J. Socrates nunca sabe o que diz!
    Bom blog 😉

    Beijinho

  6. Só gostava de sabe a que propósito aparecem os media portugueses… são tão bons tão bons no seu jornalismo de investigação que foi preciso uma força de segurança de fora dar a dica para eles descobrirem o que estava à vista há pelo menos 4 anos e até para descobrirem o passado das figuras políticas envolvidas – resta saber se são só incapazes ou se são mesmo coniventes.

  7. HelderEga diz:

    Não, isto não é uma anedota, acabei de ver, há poucos minutos, em directo, na televisão pública:

    Judite: vão tentar localizar o primo de José Sócrates?
    Procuradora: já o localizámos.
    Judite: onde está?
    Procuradora: não posso dizer se não ele foge.

  8. O desesperado esforço do socretinismo para defender o indefensável é mais que evidente.
    Acabei ver a D. Cândida na RTP-1 e senti dó.
    Como é possível que esta gente, supostamente inteligente, se tenha vergado aos interesses de um indivíduo com o curriculum do falso engenheiro?

  9. A razões da perseguição inglesa são muito simples:
    1. Euro 2000 (Portugal 3- Inglaterra 2)
    2. Euro 2004 (Portugal 2- Inglaterra 2 Vitória pós g.p.)
    3. Mundial 2006 (Portugal 0- Inglaterra 0 Vitória pós g.p.)

  10. De Puta Madre:

    Pelos comentários que lhe tenho lido, acho que só a palavra do meio do seu nick lhe é aplicável com justeza 🙂

  11. Luis Moreira diz:

    Carlos Vidal,você se fosse um homem com dignidade deveria estar três semanas de castigo,autoinfligido,pelas afirmações que faz neste poste.Acabei de ouvir a Procuradora e o que ela diz é que a polícia inglesa apenas está a responder a perguntas da polícia portuguesa.Isto é, a polícia inglesa não está, nem há quatro, nem há três, nem há dois, nem há um ano atrás do Sócrates.A famosa lista é portuguesa e o processo não andou nestes anos, não porque estivesse parado, mas porque havia diligênccias inglesas que não chegaram antes.Quanto ao DVD não é do conhecimento de ninguem nem está no processo!Olhe que estes autos de fé, mais tarde ou mais cedo caem-nos no quintal.Acredite que vale a pena viver num Estado de Direito,onde não haja assassinatos de caracter perpretados por uma classe de jornalistas que não tem moral nenhuma para dar lições a quem quer que seja!Se a Justiça fosse isenta nem metade destas “notícias” veriam a luz do dia!

  12. 5 noites diz:

    Venham os cães pisteiros ingleses, que como os seus policias, quando envolve Portugal e os portugueses, são dos bons e de certeza encontram o rasto ao dinheiro.

  13. Carlos Vidal diz:

    Luís Moreira
    Daqui não leva nada. Leva apenas o que está no comunicado da Procuradoria e o que J Sócrates disse na sua mini-conferência de imprensa. Nada mais.
    Lido o comunicado da Procuradoria, temos isto:
    «Os alegados factos que a Polícia inglesa utiliza para colocar sob investigação cidadãos portugueses são aqueles que lhe foram transmitidos em 2005 com base numa denúncia anónima»
    Pode-se ser do PS e saber-se ler isto.
    A Polícia inglesa tem sob investigação cidadãos portugueses. Ponto final. O comunicado da Procuradoria não diz que isso é a pedido da Polícia portuguesa.
    Se a Polícia inglesa apenas está a responder a pedidos da Polícia portuguesa, de onde vem a famosa «carta rogatória»? Parece-me que é da Polícia inglesa.
    Que diz isto também:
    o primeiro-ministro José Sócrates é suspeito de ter «solicitado, recebido ou facilitado pagamentos» no âmbito do processo relativo ao licenciamento do empreendimento Freeport, em Alcochete (segundo a «Visão»).
    Esta suspeição não tem origem na Polícia portuguesa. Esta não suspeita de nada. A suspeição vem do Serious Fraud Office.
    Se está incomodado, consulte-os.

  14. Carlos Vidal diz:

    Há aqui uma outra questão:
    Eu não disse que J Sócrates anda a ser perseguido pela Polícia inglesa há quatro anos. Sócrates é que disse que conhece estas campanhas de difamação há muito e que já foi diversas vezes alvo delas. O que eu quis dizer foi que esta «campanha de difamação» tem origem em Inglaterra. Se as outras são iguais a esta, também tiveram origem em Inglaterra?
    São sempre «campanhas» iguais?
    Quer dizer, são/foram todas iguais?
    Foi a Polícia inglesa que despoletou o caso da licenciatura, por exemplo?

  15. Luis Moreira diz:

    Carlos Vidal, é falso que a polícia inglesa tenha Sócrates como suspeito.A procuradora acabou de dizer públicamente que não há suspeitos.É só isto! E quero dizer-lhe que quando coloco a questão como a coloquei a si, é para você perceber o que poderá sentir um inocente .E se ele é inocente? O que vai você dizer ou fazer para remediar o mal? Sabe, é que o modo como você coloca as questões,neste caso, não é de quem discute um assunto, é de quem já julgou e sentenciou !E você não foi nomeado ou eleito para funções que lhe atribuam essa capacidade.É assim que funciona um Estado de Direito, por muito que você não goste.Mas é assim.Só é pena que os jornalistas não sejam chamados a responder pelas sentenças que publicam sem provas.Discuta,dê a sua opinião, mas não incrimine sem provas.E agora não me chame socratista porque se há alguem que tem criticado este PM pela política económica que tem seguido,sou eu. É o culpado por este país ter perdido mais uma oportunidade de se desenvolver!E isto é,infelizmente, muito mais importante do que a feira pública levantada ao seu redor.

  16. Luis Moreira diz:

    …o PM é suspeito de ter recebido,solicitado,,,pagamentos…

    falso, como Judas!Completamente falso! A polícia portuguesa usou essas expressões para perguntar á polícia inglesa que, na sua resposta, utilizou os mesmos termos.Cândida dixi.Não cuspa para o ar.A não ser que acredite que a procuradora (que investiga o processo) esteja a proteger o PM!!! Se é assim, então o melhor é fechar a porta a esta pocilga.E, já agora, eu não sou do PS.Nunca fui.Até lhe posso dizer que o PS já me fez uma coisa parecida a esta em 1995/6, quando foi para o governo e eu era director-Geral no MS!Se calhar é por ter passado por uma infâmia igual, e da qual nada resultou(nunca fui ouvido em lado nenhum) que tenho dificuldades em aceitar as suas opiniões.Sabe, há gente que não precisa de ser deste ou daquele.Basta acreditar nas regras do Estado de Direito!

  17. Carlos Vidal diz:

    Luís Moreira,
    A Procuradoria diz que Sócrates está sob investigação – ponto 9 do comunicado.
    Quanto a ser suspeito ou não, cito a «Visão»:

    «Num comunicado conjunto emitido ao início da tarde desta quinta-feira, 29, a Procuradoria-Geral da República e o Departamento Central de Investigação e Acção Penal – que investiga o «caso Freeport» – confirmaram a recepção de uma carta rogatória da polícia inglesa que, como noticia a edição de hoje da VISÃO, referencia o primeiro-ministro, José Sócrates, num lote de suspeitos de terem «solicitado, recebido ou facilitado pagamentos» no âmbito do licenciamento do outlet de Alcochete em 2002.»

    http://aeiou.visao.pt/Actualidade/Portugal/Pages/Comunicado_Caso_Freeport.aspx

    Cito-lhe o ponto 9 do comunicado da Procuradoria para lhe mostrar que aquilo que me diz não faz sentido (e por aqui me fico):

    «9º Ninguém está acima da lei, mas nenhum cidadão português pode ser considerado arguido, nem sequer suspeito, unicamente porque a polícia de outro país o coloca sob investigação com base em hipóteses levantadas e não confirmadas e que servem somente para justificar um pedido de colaboração.»

    A «Visão» (em quem confio, se me permite) coloca Sócrates num grupo de suspeitos, a Procuradoria diz que ninguém pode ser suspeito pelas razões que o ponto 9 refere, mas diz implicitamente que o primeiro-ministro está a ser investigado, e que a Polícia inglesa lançou um «pedido de colaboração».
    Diz-me que tudo está ser feito a pedido da Polícia portuguesa: incluindo este «pedido de colaboração» inglês?
    Então, não percebo: os portugueses pedem para os ingleses pedirem colaboração ??

  18. daniel jorge tecelão diz:

    Enquanto a direcção do PPD aparenta distanciamento no caso freeport,a canalha rasteira faz o trabalho sujo!!!

  19. Ricardo Santos Pinto diz:

    Caro Luís Moreira,

    Paulo Portas, Luís Nobre Guedes, Telmo Correia, Costa Neves, Daniel Sanches, José Sócrates. São todos inocentes, injustiçados na imprensa e na opinião pública (ou publicada). Coitados.
    Mas quem não quer ser lobo não lhe veste a pele. Por que razão hão-de tomar decisões que envolvem milhões e milhões de euros quando não têm legitimidade para tal? Quando já perderam eleições ou quando já estão em gestão? Será que um negócio de milhões é um asunto orrecto. Gente séria deixava para o Governo seguinte, não acelerava os processos.

  20. Luis Moreira diz:

    Não, o que a procuradora disse é que não há nada de novo vindo da polícia inglesa que está tão só, a responder ao pedido que lhe foi feito.A polícia inglesa quiz colaborar no sentido de se envolver num assunto que, não sendo da sua responsabilidade( o caso passou-se em portugal) lhe escapa.A Visão (que eu leio todas as semanas) não tem provas nenhumas desse facto.Zero! Não há suspeitos, judicialmente, falando.Os “suspeitos” são, óbviamente, para a opinião pública, quem lidou com o processo,não podem ser nem você nem eu.E posso-lhe dizer que tomar decisões deste nível de interesses, levanta sempre “suspeitos”. Há quem coma e quem não coma e a seguir vêm as cartas anónimas, as “notícias” e as “sentenças”.Mas provas e sentenças em Tribunal nem vê-las! E num Estado de Direito há regras!

  21. Bué da Fixe
    Vai bater pívias para o pé da Nossa Senhora de Fátima.

    • Ricardo Santos Pinto diz:

      Ó De Puta Madre, então isso é linguagem que se apresente? Se fosse o caso Casa Pia, já acreditavas em tudo o que te dissessem.

  22. Carlos Vidal diz:

    Luís Moreira,
    O que diz continua a não fazer sentido.
    Se foi a Polícia ou as autoridades portuguesas que pediram à Polícia inglesa para colaborar, porque é que agora me diz que a Polícia inglesa
    quis «colaborar no sentido de se envolver num assunto que, não sendo da sua responsabilidade (…) lhe escapa»?
    A Polícia inglesa «quis colaborar» ?
    Ou a Polícia portuguesa fez perguntas à Polícia inglesa?
    Em que ficamos?
    De resto, o assunto não é da responsabilidade da Polícia inglesa?
    Envolvendo cidadãos britânicos não é? Logicamente que é, senão para que é que a Polícia portuguesa iria fazer perguntas à Pol. inglesa?
    Por hoje, boa noite.

  23. RSP
    Sim. Falar em Nossa Senhora de Fátima é uma coisa que está mal ;)…
    …………
    Bem, parece que o casal Maddie veio parar a um país de terceiro mundo, coitados. É! É exactamente essa a mensagem. Pois, eu vejo a coisa de outra forma.
    …………………..
    Carlyle choraminga o negócio, tb n acredito.
    …………………..
    Carlyle PRó-C. mais os seus amiguinhos portugueses. Esses portugueses sim é que n servem para o País. Se o Socras recebeu $$$ vendeu a sua própria alma; mas estes caramelos vendem o País, a imagem do país y de nós todos para se empoleirarem no poder para estarem em posição Favorável de desbaratar a sua alminha. O problema é que esta gentalha do Carlyle ajavarda o país y depois quer representá-lo… brincamos????
    O Socras pode ter vendido a alma ( especulo y n me indigno, lamento) , mas não vendeu o país y isso eu aprecio!
    …………………………..

    CV & Luís Moreira: os dois estão baralhados. LMoreira falta-te o Carlyle é dai que parte a cuscuvelhice da polícia. N te esqueças q temos um puto condenado a prisão perpétua no UK por puro capricho da polícia inglesa. Era bom que estes casos tb viessem para a praça pública da blogosfera.

  24. Luis Moreira diz:

    Carlos Vidal, ficamos no que toda a gente percebe.Você quer mostrar que foi a polícia inglesa que tomou a iniciativa.Não é verdade.Desde 2004 não há nada de relevante para o processo.Já há aqui quem diga que eu sou um submarino do PSD! E a Puta Madre que gosta tanto de mim manda-me tocar pívias, só porque eu digo que não devemos culpar sem provas.Quanto aos casos que me indica do CDS/PP tomar eu que não sejam esquecidos.Mas não os acuso! Este assunto deve ser visto até às últimas consequências, como é óbvio, mas o que se está a passar há muito que ultrapassou a decência a que obriga um Estado de Direito!

  25. Luis Moreira diz:

    Boa noite ! A democracia e o Estado de Direito valem bem uma discussão destas .

  26. Camelo no buraco da agulha? diz:

    E se quisessem entender:

    Os alegados milhões saíram de Inglaterra, duma empresa inglesa!
    Foi pedido à Inglaterra que investigassem os fluxos a partir dali.
    Resultado (passados 4 anos): Investiguem vocês aí em Portugal a nosso pedido.
    O que se sabe sobre o Charles Smith? Recebeu os milhões? A quem os deu? Até prova em contrário… ficou com eles?

  27. Carlos Vidal diz:

    caro Luís Moreira
    Como sabe, a carta que menciona que o primeiro-ministro José Sócrates é suspeito de ter «solicitado, recebido ou facilitado pagamentos» no âmbito do processo relativo ao licenciamento do empreendimento Freeport, em Alcochete, deu entrada no DCIAP e vem do Serious Fraud Office, organismo governamental inglês que investiga a alta corrupção e as fraudes mais complexas do país.
    Vá ao site do Serious Fraud Office e pense um pouco: será que estes tipos são loucos para levantarem um problema destes ?
    O topo da investigação inglesa sobre corrupção ?
    São loucos ?
    Irresponsáveis ?

  28. RIBO diz:

    Meu caro senhor, a Dra Candida Almeida, aparentemente, conhece uma “ciência” que o senhor desconhece. É que ela disse na entrevista da RTP, de longe melhor que a da SIC, que o tio do “José Sócrates” estava a ser investigado e era suspeito de tráfico de influências. Ora, no sujeito Freeport, este parente do então ministro do ambiente ia traficar influências com quem?? Com o Rui Gonçalves??? Com o porteiro do ministério, com o motorista do ministro Sócrates? Não me parece. E era o que faltava a PGR depender dos ingleses para trilhar o seu caminho. Avaliar o comportamento de um só será importante se as suas conclusões forem assimétricas às do outro. Se a discrepância for avultada, se se perceber que houve “discriminação positiva” da minoria familiar. A senhora não tinha que dizer mais nem menos. Mas tem que ter cuidado, muito cuidado, com o que ocorrer em Londres. Só não sei se a Londres interessa assim tanto ir tão longe quanto possível. E, provavelmente, é ai que as “forças ocultas” da defesa contra as “forças ocultas” da acusação, estão empenhadas, porque, como se sabe, uma “campanha negra” quando esbarra com uma “campanha branca” dá aquilo que em Portugal é tremendamente bem conhecido, o chamado “resultado cinzento”. Estou em crer que o desfecho deste ano político e a vida política do PM vai depender muito da espessura do “branco” e do “negro” das campanhas em curso quando estas chocarem. Quando estes dois mundos colidem, quase sempre é o mexilhão que parte a casca.
    RIBO

  29. Luís Moreira: Foste tu que escreveste aquele comment sob o nick “Bué da Fixe” ? Estou desgostosa. Pensava que era um palerma qq …

    CV: vai ler o Xatoo dia 26 de Janeiro … encontrarás informação que não aparece nos jornais. Parece que a Rainha De Inglaterra ardeu!!!

  30. RIBO: parece que neste caso o JSocrates é Mexilhão pra Inglês comer. O molho já o pessoal lhe anda a fazer …

  31. Tiago Mota Saraiva diz:

    Miguel, desculpa. Só agora vi a tua comparação futebolística. Usei uma comparação semelhante num post matinal.

  32. Estado de Direito? ora , “luta de classes (da classe)” transposta para a esfera do estado legal.

    Isto foi o ensaio para os PIN,s

    adeus território!…

  33. sarracena diz:

    O Pacheco Pereira mudou-se para o 5 dias?

  34. Camelo no buraco da agulha? diz:

    ….
    Satisfeito o SOL e o Público, com a TVI a fazer grandes manchetes com o que saia nos jornais sem pagar direitos de autor, tinha ficado de fora o Expresso e os órgãos de comunicação social de Pinto Balsemão. Se o Expresso teve a primeira página do processo Casa Pia, até porque o SOL nem existia na época, também não podia ficar de fora do negócio, mas havia um problema, o jornal só sai ao sábado e uma semana era muito tempo para esperar. Optou-se pela Visão, ficando o Expresso de fora desta manobra.

    Foi então que saiu a informação da carta rogatória dos polícias ingleses, algo que há muito os gestores da manobra dispunham pois ninguém imagina que tivesse sido enviada esta semana por DHL para o director da Visão. Como as suspeitas não foram suficientes e os lucros do neurónio criativo não justificavam tanta agitação nada como os ingleses dizerem que Sócrates era o suspeito número um. Foi então que os herdeiros da revolta contra o mapa cor-de-rosa embandeiraram em arco, se os ingleses diziam que Sócrates era o suspeito número um então o melhor era dispensar qualquer investigação e declará-lo logo culpado, até porque os ingleses são honestos e infalíveis.

    ( in O Jumento)

  35. O agente da Met parece estar a dizer ao colega: “se apanho aquele Sócrates no metro com mochila às costas, tanto se me dá que seja ‘arguido’ ou ‘suspeito’…”

  36. Pingback: Fique por dentro Polícia » Blog Archive » cinco dias » As intenções obscuras da Polícia inglesa

Os comentários estão fechados.