eu não quero ser alarmista (o que isto me diverte)

cheque

Mas com o Prof. Vital-da-causa-dele a denunciar impunes poderes clandestinos e José Pacheco Pereira a começar esta semana com uma citação da História do Futuro de Vieira, sem mencionar que está a citar a História do Futuro – o vulgo fica impressionado; quem conhece fica ??? oh diabo! – certamente está para rebentar mais uma bernarda. Afinal, tratando-se de uma citação do capítulo II da dita, cumpre informar gente menos avisada do que consta no parágrafo que lhe serve de intróito, imediatamente antes de Cessant oracula Delphis:

Nem todos os futuros são para desejar, porque há muitos futuros para temer. (…) E quem busca o desengano tarde, não se desengana. Outros reis houve, que por não temer os futuros, quiseram antes ignorá-los.

Eu se fosse a José Sócrates, pelo sim pelo não, mandava já alguém mai’ logo conversar com o Mário Crespo.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

5 Responses to eu não quero ser alarmista (o que isto me diverte)

Os comentários estão fechados.