novo ano chinês

chinese new year madness

isn’t it surreal? the whole city just explodes in fireworks, everywhere you look! 😀
so, happy new year of the ox!
– Ana

Vídeo do meiadeleite.com. Obrigado ao Paulo que gravou e à Ana que publicou, eles estão em Xangai e são também responsáveis por um projecto interessantíssimo e que recomendo a visita: postcrossing.com.

Este artigo foi publicado em cinco dias and tagged , , . Bookmark the permalink.

2 respostas a novo ano chinês

  1. Uma festa tão fixe … y esse pessoal em janela de apartamento rasga-céus.

  2. LAM diz:

    Bom Ano Novo (Bufalo)

    Kung Hei Fat Choi! San Tai Kin Hong!

    REZA O CALENDARIO QUE

    Estamos prestes a entrar no novo ano lunar do Búfalo, deixando para trás o Rato, que não deixa muitas saudades. A entrada do novo ano traz sobretudo férias, para a malta mais prática e menos supersticiosa. Este ano os três dias propriamente ditos do novo ano lunar recaem numa segunda, terça e quarta-feiras, deixando assim 5 dias inteiros consecutivos para festejar. O ano novo lunar é, para muitos chineses, o único período do ano em que gozam férias.

    QUE OS DIAS SÃO PASSADOS DA SEGUINTE FORMA

    Amanhã (sexta-feira) é dia de limpezas, antevéspera da entrada do Ano Novo. Antes da entrada do novo ano, todas as vassouras, panos, detergentes, etc. têm de estar guardados. Domingo à noite junta-se a família e come-se o último banquete no ano velho. Durante os três dias do novo ano deve-se evitar limpar a casa. Se for mesmo necessário, deve-se varrer a casa de fora para dentro, pois caso contrário estar-se-á a deitar fora a boa sorte. O lixo deve ser deitado fora pela porta das traseiras (se houver), e não se deve pisar o lixo ou o pó acumulados nos cantos da casa.

    Na segunda-feira (1º dia) é dia de visitar os parentes, e receber os tão almejados “lai-si”, envelopes vermelhos que trazem sorte, e que normalmente se encontram recheados com uma nota. Tradicionalmente os “lai-si” são dados pelas pessoas casadas às solteiras, mas também dos mais velhos aos mais novos, ou das chefias aos subordinados. O “lai-si” mínimo é de dez patacas (a nota deve ser nova), normalmente entregue entre amigos ou conhecidos. A quantia é o menos importante, uma vez que a ideia principal é trazer sorte e fortuna para o novo ano.

    No primeiro dia diz-se que não se deve lavar a cabeça, pois acredita-se que se “lavará toda a boa sorte”, enquanto no terceiro dia “toda a gente discute”. É o dia destinado às brigas e aos desabafos entre familiares, colegas ou amigos. Na China dá-se uma grande azáfama, com os trabalhadores migrantes a regressar à sua terra natal. Rebentam-se os tradicionais e barulhentos panchões, para expulsar o ano velho e os maus espíritos, e para “chamar” o novo ano.

    TEMOS AINDA QUE

    Outras superstições devem ser observadas no novo ano. Assim não se devem dizer palavrões, contar histórias de fantasmas, ou qualquer outra coisa que possa trazer má sorte. Não se visitam cemitérios nem se realizam cerimónias fúnebres. O número quatro (“sei”, cuja pronúncia faz lembrar “morte”) é proibitivo. Não se compram livros (a pronúncia da palavra livro, “su”, faz lembrar derrota) nem sapatos. Não se devem contraír dívidas, pois isso significa que se vai andar endividado todo o ano. Não se devem usar tesouras, pois acredita-se que se está a “cortar” a boa sorte. Não se deve chorar, portanto nesta altura do ano as crianças têm carta branca para cometer travessuras.

    REZA A HISTORIA

    As raparigas solteiras devem andar à volta dos pessegueiros em flor, se querem encontrar um bom marido neste ano. As comidas tradicionais incluem o “chai”, um prato vegetariano cheio de simbolismo, composto por sementes de lotus (que simboliza o filho varão, o maior anseio dos casais tradicionais chineses sem filhos ou apenas com filhas), a noz de ginko (simboliza a prata) ou s soja seca (representa saúde e felicidade. Come-se também o peixe cozido a vapor (união e abundância), a galinha (prosperidade, sempre servida inteira, com cabeça e rabo). Deve-se evitar o tofu fresco (soja), que é de cor branca, que representa a morte e a má sorte.

    Em Macau o novo ano lunar é o único período em que é permitido a funcionários públicos frequentar casas de jogos de fortuna e azar. Os casinos estão cheios, e muitas famílias jogam o tradicional “mah-jong” até altas horas da madrugada. As celebrações do novo ano lunar duram normalmente quinze dias. Diz-se “kung hei fat choi” (literalmente “cumprimentos e prosperidade” para desejar um bom ano, ou ainda “San tai kin hong” (muita saúde). Vai ser assim nos próximos dias, um pouco por todo o mundo, onde o ano novo lunar é cada vez menos um mistério.

    Kung Hei Fat Choi! San Tai Kin Hong!

Os comentários estão fechados.