Existe heteronímia sem heterodoxia? Nunca se sabe (uma adivinha, vá lá leitores)

allan-pompei
No reino da heteronímia deveria existir um mínimo de heterodoxia. É um princípio geral. Deveria, mas em certos reinos não há, não só às vezes como nunca há nem haverá – em certos reinos e reinados, claro está!
Ora bem, qual é o BLOGUE (qual é ele) em que um líder parece dirigir mais de dez carneiros, mas pode não ser nada disso e ser apenas o espaço de um pseudo-líder com mais de dez heterónimos? O leitor pergunta e bem: então se nesse BLOGUE, ou ORGÃO DE OPINIÃO, há um líder e mais de dez heterónimos, porque é que os textos lidos, graças ou piadas (ou temas de piadinhas e da sabujice entre os “cómicos” de serviço) são todos completamente iguais? Para que é, nesse caso, a heteronímia?? Diz ainda o leitor: não é essa a definição a que me habituei de heteronímia, sobretudo desde que foi inventada por um português. Não sei se foi se não. Ou foi, e se assim foi também podemos inventar uma heteronímia-clonagem (coisa absurda, mas efectiva na blogosfera-estratosfera decadente).
Vejamos. Se dez escravos fazem de eco de um só mando recto, mais impressivamente afinadinhos do que uma excelente Sinfónica, isso, se calhar, não é um reino heteronímico. Trata-se de um pequeno exército canino (mais ou menos como nas fotos). Falam dez a mesma coisa, ou falam dez falando um só?
allan-mcc1

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

21 Responses to Existe heteronímia sem heterodoxia? Nunca se sabe (uma adivinha, vá lá leitores)

  1. Pingback: Hádem ver, hádem | cinco dias

Os comentários estão fechados.