Partido nacional Socialista

Passaram-se 14 horas desde que aqui chamei a atenção para o vergonhoso slogan, que o PS ostenta no seu site.
É preciso denunciar violentamente este espírito de propaganda, que se centra na ideia de um líder forte e autoritário apoiado por um partido nacional protector do país, das empresas e das famílias. A ideia enoja e insulta todos os quem têm memória de um regime fascista que sobreviveu meio século às custas da exploração desta propaganda do medo.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

26 respostas a Partido nacional Socialista

  1. Raquel diz:

    Tiago, a regime (LOL) nunca foi totalitária. Foi fascista. Né bem a mesma coisa.

  2. Tiago Mota Saraiva diz:

    Corrigido. Obrigado Raquel.

  3. joaõ XXI diz:

    Está com tiques de Partido Comunista Coreano ou Português…

  4. Tiago Mota Saraiva diz:

    joaõ XXI, explique lá melhor.

  5. João Gomes diz:

    Não consigo perceber como é que pelo simples facto de haver um partido interessado em defender a familia, as empresas e consequentemente o país, e que o publicita no seu site se pode enquadra numa”exploração desta propaganda do medo”.

    Uma das grandes mais valias da democracia é a liberdade de expressão, e conforme cada um pode por os slogans e as frases que quiser no seu blog ou site tambem um partido politico, qualquer que ele seja, pode escrever no seu site oficial aquilo que quiser sem que isso seja propaganda do medo, a menos que o Tiago Mota Saraiva tenha sido ja ameaçado ou preso pela policia por ter criticado o slogan, nao vejo onde se encontra a “propaganda de medo”.

    Devemos ter tambem em atenção que o slogan não está em nenhum site do governo portugues, mas apenas no site de um partido politico.

  6. Luis Moreira diz:

    Oxalá as pessoas percebam que dar novamente a maioria ao PS é um desastre.Não só não sabem o que fazer (como se vê com a (não) política praticada) como há muito que manifesta tiques autoritários muito perigosos!Não há ideias e, pior do que isso, estão convencidos que é possível enganar toda a gente durante o tempo todo.É preciso dizer não!

  7. Pingback: Leituras: « BLASFÉMIAS

  8. manuela diz:

    Ou é do meu computador, ou da minha vista, ou um erro de paralaxe, ou os slogans já foram retirados do site dos papás da nação.

    • Ricardo Santos Pinto diz:

      Não, cara Manuela, continua lá logo na «home page»: «Proteger o país / Proteger as famílias / Proteger as empresas».

  9. Tiago Mota Saraiva diz:

    João Gomes, em primeiro lugar o conceito não é “defender” mas “proteger”.
    Dizer-se que se protege a família, as empresas ou o país, não é fazer política, é apelar aos mais básicos instintos de medo no futuro. Utilizá-lo como estratégia de comunicação, é uma afronta à democracia e à memória.
    Salazar utilizou durante meio século estes argumentos, para manter o país isolado, medieval e amedrontado.
    Por isso, choca ainda mais.
    O que pensarão disto os militantes socialistas?

  10. manuela diz:

    Tu sabes que então neste computador não se vê?
    De manhã, em casa, vi-os rolar um atrás do outro naquele rectângulo vermelho entre o Sócrates as imagens da família, empresas, etc. Agora, nada!

    Tens a certeza? Que estranho!

  11. manuela diz:

    Faltará aqui algum software? Um flash-qq-coisa?

  12. Tarzan diz:

    «na ideia de um líder forte e autoritário apoiado por um partido nacional protector do país, das empresas e das famílias.»

    Não foi esse espírito que levou Obama ao poder? Não é nesse espírito que alimenta a euforia que por todo o lado se lê,vê e ouve com a sua tomada de posse?

    Não é essa, aliás, a ideia vendida por todos os partidos e políticos? Pronto, o Ron Paul é a excepção 🙂

  13. João Branco diz:

    Tarzan, Concordo a 100% com o seu comentário. Não tenha dúvidas que o culto do líder da campanha de Obama (e das Americanas em geral) é a referência para o programa de marketing político do governo.

  14. Chico da Tasca diz:

    O que este tipo queria era um governo de bananas, do tipo do do Guterres, que se cagasse todo de cada vez que houvesse uma manif dos comunas da fenprof.

  15. Tiago Mota Saraiva diz:

    Chico da Tasca, é verdade!
    O que este tipo queria (eu) era um governo cheio de Sócrates, Varas, Coelhos e afins, como se vê!
    Para o Guterres era um pântano, para mim, “uns que se cagam todos”.

  16. Pedro Rodrigues diz:

    Primeiro podes aprender o que é fascismo e o que é medieval. Depois a usar bem as palavras. E depois a pensar, que este post faz pouco ou nenhum sentido.

  17. Da-se diz:

    Isto aqui, na caixa de comentários, é socretinos por todo o lado.
    Da-se!

  18. Tiago Mota Saraiva diz:

    Da-se, interrogo-me se terá sido por concurso ou ajuste directo?

  19. Pingback: Agarra que é ‘fássista’! : O País Relativo

  20. Raquel diz:

    O Tiago não percebeu a minha frasezinha.

    Totalitarismo nazi e estalinista não é a mesma coisa do que o fascismo (de Franco, Mussolini e Salazar) apesar de compartilharem algumas semelhanças sórdidas. Algumas, apenas. Eu sei que eles não ensinam isto no Comité ou na Faculdade de Arquitectura. Espero que me tenha feito compreender, caro Tiago.

  21. nuno diz:

    Mas o Tiago tá com medo do PS?

  22. nuno diz:

    É ele que é forte e autoritário ou são os outros que são fracos e inconsequentes?

  23. Jorge diz:

    Depois dos três F, eis o quarto EFE: Empresas, Família e Estado.

  24. helderega diz:

    Vamos dizer todos NÃO À PROTECÇÂO! Afinal no governo, nos sindicatos, nas associações empresariais, nos partidos da esquerda à direita, andam infiltrados uma cambada de fachos que só falam em “protecção social”, “protecção na doença e invalidez”, “protecção na maternidade e paternidade”, “protecção no desemprego”, “protecção na 3ª idade”, “sistema de protecção de crianças e jovens”, “protecção civil”, enfim, estamos entregues à bicharada!

  25. Elisio Panão diz:

    Circo das eleições
    É um espectáculo nada digno de se ver… 15/09/09
    apesar de ter todos intervenientes…
    com muitos candidatos a concorrer…
    para o país com custos inconvenientes.

    Gasta-se sessenta milhões em propaganda…
    como se o povo não soubesse quem eles são…
    com a economia na corda bamba…
    acho que a classe politica vive na ilusão.

    Tem ilusionistas, trafulhas e palhaços…
    e muitos animais trapezistas,
    tem lançadores de laços…
    enfim…um grande elenco de artistas.

    Ainda não ouvi nenhum dizer…
    os chineses vão começar a pagar impostos…
    a muita gente se dava de comer…
    e fazia-se sorrir os nossos comerciantes indispostos

    Ninguém dá benesses à nossa gente…
    o Zé povinho é sempre castigado.
    O nosso povo está descontente …
    com certas politicas de estado.

    Muitos prometem sem saber…
    a situação real da nação.
    Qualquer dia nem água há para beber…
    e dá-se subsídios para muito calão.

    Está uma cadeira nos céus…
    para quem não for amigo dos seus interesses…
    ela hoje ainda se encontra coberta por um véu…
    pois não houve ninguém que a merecesse.

    Elísio Panão

Os comentários estão fechados.