“Socialismo Democrático Popular” ou União Nacional?

Quanto mais não seja por respeito aos socialistas que combateram a ditadura de Salazar, aos que tiveram de fugir de Portugal ou aos que combateram na guerra colonial, aos que foram presos, torturados ou mortos, em nome da necessidade de protecção de um Deus, de uma Pátria e de uma Família, espero que esta mensagem seja rapidamente retirada do site do PS :

PROTEGER AS EMPRESAS
PROTEGER O PAÍS
PROTEGER AS FAMÍLIAS

(às 23.40 do dia 19 de Janeiro de 2009)

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

16 respostas a “Socialismo Democrático Popular” ou União Nacional?

  1. Pingback: “Socialismo Democrático Popular” ou União Nacional? : socialismo

  2. Gabriel diz:

    Olá,

    vi seu comentário neste post do fórum do wordpress (http://wordpress.org/support/topic/230210) e gostaria de saber se você conseguiu resolver esse problema na aprovação de comentários.

    Valeu!

  3. Carlos Vidal diz:

    Portanto, J Sócrates protege a Pátria e a Família, e rivaliza com Deus na protecção às empresas.

  4. miguel dias diz:

    Não há aí um certo exagero?

  5. Pingback: Arrastão: A Pátria. A Família. E, no lugar de Deus, a Empresa.

  6. Pingback: cinco dias » Sítio do PS: infrequentável

  7. Perplexo diz:

    Uma das principais razões para eu ser partidário da União Europeia é a garantia que dá (implicitamente) de não voltarmos a ter uma ditadura. A postura de Sócrates a falar de dedo espetado, a sua arrogância de que é o único que sabe, as manipulações da informação, o “cronismo” que cultiva no PS — tudo, neste homem, me faz lembrar o Salazar. Juntando a isso o descontentamento das Forças Armadas e o desespero da população em geral, não fosse a UE, não sei onde já estaríamos.

  8. Tiago Mota Saraiva diz:

    Carlos, acho é que Deus já era!
    O Socialismo Democrático e Popular olha para as suas empresas como Salazar olhava para o seu Deus.

  9. Carlos Vidal diz:

    É isso Tiago – lá está o socialismo democrático e popular a olhar para a empresa do Magalhães. Como se chama? J. qualquer coisa Couto, não é?

  10. Tiago Mota Saraiva diz:

    Perplexo, veja bem em quem confia: Durão Barroso? Sarkozy? Berlusconi?

  11. O problema começou quando o Mário Soares meteu o socialismo na gaveta;este homem pese embora o seu passado antisalazarista, não vai além da concepção parlamentarista da sociedade, tudo o que salta fora lhe mete medo; as dinâmicas sociais que estiveram associadas ao 25 de Abril, desde o trabalho voluntário, (até o Obama o pratica agora), às associações de moradores, cooperativas etc etc, base da formação duma consciência social, foram a pouco e pouco neutralizadas, após os governos constitucionais.
    Agora vêm remoer com ar compungido “a pouca participação cívica” como se não tivessem sido eles os coveiros dessa participação.
    O eng. Sócrates segundo me consta é pela formação de grandes grupos económicos e financeiros;pergunta-como pode ser socialista?

  12. Pingback: cinco dias » Partido nacional Socialista

  13. Pingback: O regresso da União Nacional « (Re)Flexões

  14. JV diz:

    Não consigo vislumbrar a mais pequena procedência na asserção de que Sócrates é salazarista, ou está numa via «salazarizante», só porque defende a Família e o País. Denfender estas duas coisas é salazarismo?

    PS – Sou insuspeito de apoiar José Sócrates, como pode ver qualquer alma que tenha a falta de bom senso de ler o meu blogue. Mas que este texto é uma total mistificação, isso é.

    Cumprimentos.

  15. Pingback: Catarse

  16. Pingback: Partido Socialista: O regresso da União Nacional « Catarse

Os comentários estão fechados.