Can you? (ou o fim de um mito)


Espero estar profundamente enganado.
Vê-se que Barack Obama é diferente. É verdade que não precisaria de muito para ser melhor do que George Bush, mas até a própria tomada de posse mostrou que ele não é igual aos outros. «A forma como utilizamos a nossa energia é um trunfo para os nossos adversários» ou «alguém como eu há 60 anos não poderia tomar café em público» são apenas duas frases.
Só alguém muito especial poderia ser negro, chamar-se Hussein e, ainda assim, tornar-se presidente dos Estdos Unidos que nós conhecemos.
Só que a realidade, para Barack Obama, começa hoje. E a partir de agora, certamente que não vamos gostar das suas decisões. Das suas medidas. Se calhar da sua postura no Médio Oriente. Da forma como ele vê os Estados Unidos perante o mundo.
A ver vamos. Pode ser que esteja enganado.

Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

7 Responses to Can you? (ou o fim de um mito)

Os comentários estão fechados.