Acerca dos despedimentos de jornalistas

Não há nenhuma razão para sorrisos. Anunciam-se muitos despedimentos de trabalhadores da comunicação social em vários grupos económicos. Também a crise é desigual: os grandes lucros ficaram nas mãos de alguns e os prejuízos têm sempre os mesmos pagadores. Aproximam-se tempos difíceis para os jornalistas e para a liberdade de imprensa. Graças a Deus que salvaram os bancos!

Comunicado do Sindicato dos Jornalistas

Sobre Nuno Ramos de Almeida

TERÇA | Nuno Ramos de Almeida
Este artigo foi publicado em cinco dias. Bookmark o permalink.

6 Responses to Acerca dos despedimentos de jornalistas

Os comentários estão fechados.